Memória 21/12/2020 20h20

“Faria tudo de novo”, diz assessora de Telmo Kirst por 33 anos

Mônica Wartchow ajudou nos preparativos da despedida do chefe

No próximo dia 19 de fevereiro, Mônica Wartchow iria completar 34 anos de serviços prestados ao prefeito Telmo Kirst. Prefeito que ela sempre chamava de deputado. “Eu conheci ele como deputado, por isso sempre chamei assim. Houve um dia que ele mesmo justificou. Uma pessoa me questionou, dentro do gabinete, e ele respondeu: ‘Ela me conheceu assim’.”

Na noite desse domingo, 20, Mônica estava em casa, preparando-se para descansar quando o telefone trouxe a notícia que ninguém queria ouvir. “Eu iria retornar ao hospital, durante a madrugada, então estava descansando um pouco, para fazer como fazia todos os últimos dias”, disse. Ao saber da notícia, a assessora de Telmo foi ajudar nos preparativos para a despedida do chefe. “Eu vim escolher o terno para ele usar. Tínhamos duas opções, um azul marinho e um grafite. Eu acho que o grafite deixa ele mais destacado, escolhi este. Peguei uma camisa azul e uma gravata vermelha com detalhes.”

LEIA MAIS
Telmo Kirst: proximidade com a política nasceu na infância
Políticos e personalidades se manifestam sobre a morte de Telmo Kirst
Prefeitura de Santa Cruz atende apenas serviços essenciais nesta segunda

Mônica disse que a relação com o prefeito sempre foi muito profissional, ele sempre foi o chefe, e ela o auxiliava de perto. “Sempre foi tudo com muito respeito e seriedade. Ele era uma pessoa incrível. Fará muita falta. Nós fazíamos uma brincadeira que ele teria 90 anos e eu estaria com 70, trabalhando junto dele. Foram 33 anos e, se pudesse, eu faria tudo de novo”, complementou.

LEIA TAMBÉM
Cortejo com corpo de Telmo Kirst percorre as ruas de Santa Cruz
“Ele fez uma passagem tranquila, sem dor”, diz médica oncologista