SOBRADINHO 06/02/2020 17h14 Atualizado às 17h31

Após polêmica, Clauria Ruoso deixa presidência da Fejão

Decisão foi comunicada através de carta. Clauria foi muito criticada após fazer vídeo acusando homem de maltratar animais

"A partir desse momento não presido mais a Festa Estadual do Feijão". A frase da presidente Clauria Ruoso está expressa na carta escrita por ela e divulgada às 12h30 desta quinta-feira, 6. Ela reforçou seu pedido de desculpas e também citou que a ONG Amigos do Melhor Amigo deixará de existir nos próximos meses. "Então, a partir desse momento, volto a dedicar meu tempo pessoal a mim e minha família, com ajuda de Deus".

A empresária é presidente da organização de proteção animal e até então era presidente da Fejão, maior festa de Sobradinho. Ela acabou se envolvendo em uma polêmica após divulgar no sábado, 1º, um vídeo onde vai até a residência de João Carlos Müller, mais conhecido como "Kakati", no Bairro Rio Branco, em Sobradinho, em virtude de uma denúncia de zoofilia e maus-tratos. Nas imagens ela mostra o morador, que é acusado na gravação de estuprar cachorros e de não possuir condições de ter um animal, considerando a situação precária da moradia.

LEIA MAIS: Vídeo gravado por presidente de ONG animal gera polêmica

Muitas pessoas condenaram, nas redes sociais, a publicação. Já na segunda-feira, 4, moradores se uniram e recolheram roupas, alimentos e donativos para auxiliar o homem. Mais tarde, na primeira sessão ordinária do ano na Câmara de Vereadores, um grupo de manifestantes se fez presente pedindo que Clauria deixasse de presidir a entidade Fejão, e pedindo justiça em relação ao caso.

LEIA MAIS: Morador de Sobradinho que aparece em vídeo polêmico recebe doações

Clauria assumiu a Fejão no dia 24 de outubro de 2019. Ainda não há informações sobre quem deverá sucedê-la no cargo. Os Membros Natos da festa deverão se reunir na próxima semana e realizar uma nova eleição. Outra mobilização em prol de Kakati está prevista para sábado, 8, à tardinha.

Confira a íntegra da carta divulgada por Clauria Ruoso:
"Venho, por meio deste veículo, esclarecer minha posição decorrente dos eventos ocorridos nos últimos dias e que tiveram grande repercussão na cidade de Sobradinho. Sempre dediquei tempo e carinho ao munícipio, sendo parte integrante de diversas entidades e eventos locais.

Sempre sem objetivar nenhum lucro, abdiquei de tempo pessoal em minha missão de ajudar os animais abandonados. Também tive papel fundamental na organização da Fejão, festa reconhecida no Estado e divulgadora do município, gerando receita e empregos para este.

Utilizei de meu tempo privado, frente à ONG Amigos do Melhor Amigo, para o bem-estar dos animais abandonados e sob maus tratos do município, inclusive finais de semana e madrugadas, muitas vezes abdicando da companhia de minha família. Usei de meus recursos financeiros privados para castrações, ração, cirurgias e medicações, assim como consegui apoio e recursos para construção de abrigos para os animais.

Recolhi, sempre com meu próprio carro, animais atropelados, agredidos, violentados, abusados e sob as mais cruéis condições, muitas vezes sob ameaça. Os abriguei e cuidei em minha própria casa.

E isso me enche de orgulho.

Sou pessoa aberta, disposta a conversar em qualquer momento com quem quer que seja.

Porém, por amor e dedicação à minha missão, me excedi, e por esse fato já me desculpei.

Mas, faltando, nesse momento de comoção, apoio da população que sempre me dispus a ajudar e do município que tanto amo, creio ser necessários alguns esclarecimentos:

A partir desse momento não presido mais a Festa Estadual do Feijão. Agradeço aos que me confiaram essa tarefa, mas não me sinto mais à vontade para este cargo.

A ONG Amigos Do Melhor Amigo deixará de existir nos próximos meses.

Esta atitude me dói profundamente, pois dediquei amor e tempo ao cuidado dos animais, sem esperar nenhum tipo de retorno financeiro.

Espero sinceramente que os animais abandonados consigam outra forma de proteção, respeito e amparo.Então, a partir desse momento, volto à dedicar meu tempo pessoal à mim e minha família, com a ajuda de Deus.

Obrigado de coração aos meus apoiadores e às pessoas que estiveram do meu lado por todo esse tempo".


LEIA MAIS: Festa Estadual do Feijão é transferida para o próximo ano