Invicto! 25/11/2018 13h03 Atualizado às 22h16

É CAMPEÃO! Avenida vence o Gaúcho e conquista a Copa Wianey Carlet

Yuri abriu o placar logo no começo do jogo, time santa-cruzense segurou a pressão adversária e coroa definitivamente uma temporada histórica

Para fechar um ano histórico, nada melhor do que uma taça. O Avenida coroou uma temporada brilhante com o título da Copa Wianey Carlet, alcançado na manhã deste domingo, 25, graças a uma vitória sobre o Gaúcho de Passo Fundo por 1 a 0, nos Eucaliptos. Yuri, zagueiro-artilheiro, foi o herói da decisão, abrindo o placar com menos de dois minutos do primeiro tempo. O Periquito santa-cruzense conseguiu suportar a pressão adversária e segurar a vantagem no marcador.

Depois de chegar à semifinal do Campeonato Gaúcho e garantir vaga na Série D do Brasileirão em 2019, o Avenida encerra a participação na Copinha de maneira invicta, além de confirmar presença inédita na Copa do Brasil. Também vai disputar a Recopa Gaúcha contra o Grêmio, campeão estadual. Agora, os jogadores terão duas semanas de férias e retomam os trabalhos no dia 10 de dezembro, visando a próxima temporada.

Completando 70 jogos oficiais no comando do Avenida, Fabiano Daitx teve força máxima a disposição para buscar a taça inédita nos Eucaliptos, que recebeu um grande público. Assim como foi no jogo contra o São José, ele apostou em Jonathan no meio campo, atuando pelo lado esquerdo junto com Roger. Matheus ficou no banco de reservas. Já o Gaúcho não contou com Abuda, um dos destaques da equipe. No jogo de ida, em Passo Fundo, houve empate sem gols.


1º tempo

O início de jogo nos Eucaliptos não poderia ser melhor para o Avenida. O time começou disposto a dar alegrias a sua torcida. Com menos de dois minutos, o time já tinha dois escanteios. E foi no segundo que o placar foi aberto. Após cobrança de Roger, a defesa do Gaúcho afastou mal e a bola sobrou para Yuri. O herói da semifinal novamente mostrou oportunismo e cabeceou, encobrindo William Lago e abrindo o placar. Festa dos donos da casa.

Atordoado com a pressão adversária, o Gaúcho chegou ao ataque pela primeira vez pelo lado esquerdo, aos sete minutos. Carletti cortou o marcador e finalizou da entradada área, fraco, sem perigo. O Avenida respondeu com muito perigo, aos 10 minutos. Jonathan fez bela jogada e, de fora da área, mandou uma bomba na acertando a trave. De novo Jonathan, aos 15, dentro da área, chutou prensado e mandou para fora.
 

Foto: Bruno PedryAvenida abriu o placar nos Eucaliptos com menos de dois minutos de jogoAvenida abriu o placar nos Eucaliptos com menos de dois minutos de jogo

 

A defesa do Avenida, que fazia atuação perfeita, falhou aos 20 minutos e o Gaúcho quase empatou. Nas costas de Roger, Dmitry ingressou na área e carimbou a trave adversária. Os visitantes passaram a gostar do jogo e tinham maior posse de bola na reta final. 

Mas foram os donos da casa que estiveram mais perto do gol, com Yuri novamente balançando as redes aos 27. Entretanto, ele estava em posição irregular e o tento foi anulado. O zagueiro mais uma vez apareceu no ataque aos 40, cabeceando por cima do gol após boa cobrança de falta. O intervalo chegou com a vantagem alviverde.


2º tempo

Com Moisés Baiano no lugar do lesionado João Neto, o Avenida voltou a campo disposto a repetir o começo do primeiro tempo. E quase conseguiu aos três minutos, após escapada de Welder pela esquerda. Cara a cara com William Lago, ele chutou fraco e o goleiro defendeu. Na sobra, a zaga afastou para escanteio, que Jonathan bateu na cabeça de Roger. Bruno, quase em cima da linha, cortou. Depois, aos oito, Moisés Baiano aproveitou cruzamento pela esquerda e cabeceou por cima.
 

Foto: Bruno PedryGaúcho aumentou pressão na reta final e esteve perto do empate, mas Nida segurou vantagem


O Avenida era mais perigoso e, aos 13, quase ampliou. Matheus, que acabara de entrar, recebeu na meia lua e chutou bonito, tentando encobrir William Lago. A bola passou muito perto do gol adversário. Sem o mesmo controle da posse de bola da etapa inicial, o Gaúcho teve sua primeira boa chance aos 22 minutos. Os jogadores reclamaram de pênalti após a bola bater no braço de Luis Henrique. Na sequência do lance, em escanteio, a bola bateu na trave depois de confusão dentro da área.

O Gaúcho se lançou ao ataque e o jogo ficou aberto. Aos 29 minutos, Adilson, pela esquerda, chutou rasteiro e a bola passou perto do gol. Dois minutos depois, quase veio o empate. Dartora fez grande jogada pela direita, passou pela marcação e cruzou. Dmitry não alcançou e Fabiano Heves afastou o perigo.

Nos minutos finais, o time de Passo Fundo exerceu forte pressão sobre o Avenida, que abdicou do ataque para segurar o placar. Aos 39 minutos, depois de cobrança de falta, a bola sobrou para Dmitry, que tentou uma bicicleta, mas furou, para sorte da equipe santa-cruzense. Aos 44, Gabriel soltou a bomba de fora da área e Fabiano Heves voou para fazer grande defesa. Nos acréscimos, foi a vez de Dartora levar muito perigo e chutar cruzado para fora.
 

Foto: Bruno PedryYuri, talismã do Avenida, marcou antes dos dois minutos de jogo
Yuri, talismã do Avenida, marcou antes dos dois minutos de jogo

 

FICHA TÉCNICA
COPA WIANEY CARLET - FINAL
AVENIDA 1x0 GAÚCHO

Local: Estádio dos Eucaliptos, em Santa Cruz do Sul
Data: 25 de novembro de 2018, domingo
Horário: 11 horas (de Brasília)
Arbitragem: Daniel Nobre Bins
Cartões amarelos: Felipe Cordeiro (Avenida); Wagner (Gaúcho)
Gol: Yuri (Avenida) - 2 min/1ºT

AVENIDA
Fabiano Heves; Felipe Cordeiro, Luís Henrique, Yuri e Roger; Jô, Felipe Manoel (Carlinhos), João Neto (Moisés Baiano) e Jonathan (Maurício); Flávio Torres (Padu) e Welder (Matheus)
Técnico: Fabiano Daitx

GAÚCHO
William Lago; Dartora, Bruno (Boni), Wagner e Carletti; Gabriel, Júlio César, Dmitry, Adilson e Vinícius; Rafael Paraíba (Lucas)
Técnico: Fabiano Borba

 

REVEJA A TRANSMISSÃO DA GRANDE FINAL