Coronavírus 18/03/2020 13h04 Atualizado às 12h19

Professores estaduais poderão trabalhar de casa durante suspensão das aulas

Determinação da Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul é válida por 15 dias, a partir de 19 de março

A Secretaria da Educação (Seduc) estabeleceu, nesta terça-feira, 17, as ações a serem adotadas por profissionais da área durante o período de suspensão das aulas presenciais na rede pública estadual. Após a decisão anunciada na segunda-feira, 16, de manter os professores e servidores trabalhando normalmente nas escolas, mesmo sem que os alunos estivessem presentes, o Governo voltou atrás e, assim como os alunos, os professores poderão trabalhar de casa.

As aulas foram suspensas por um período de 15 dias, conforme o Decreto 55.118 do Governo do Estado, a contar desta quinta-feira, 19 de março, para conter a disseminação do coronavírus no Rio Grande do Sul. Entre as principais medidas do plano de ações estão as seguintes:

• manutenção das atividades docentes através do teletrabalho;
• permanência dos serviços administrativos inerentes à atividade da gestão escolar;
• disponibilização da merenda;
• elaboração das chamadas aulas programadas até o dia 2 de abril, em que o desenvolvimento pedagógico dos estudantes deve ocorrer à distância, contando como carga horária;
• o prosseguimento das formações continuadas dos professores através de curso on-line no portal da Secretaria da Educação.

LEIA MAIS: Coronavírus: acompanhe as últimas notícias sobre o Covid-19

Foram liberados, ainda, R$ 2 milhões, via autonomia financeira, para que as escolas estaduais reforcem a aquisição de materiais de limpeza e higiene pessoal, como álcool gel e sabonete líquido.

“Estamos diante de um momento que exige a colaboração de todos para o controle da pandemia. Por meio das orientações repassadas às escolas e coordenadorias, queremos oferecer todo o suporte necessário durante o período de suspensão das aulas. Estaremos diariamente em contato com os servidores da rede estadual de Educação até que esta adversidade esteja superada”, afirma o secretário da Educação, Faisal Karam.

LEIA MAIS: Tire suas dúvidas sobre o coronavírus e saiba como se prevenir

Manutenção dos serviços da Seduc
O atendimento da Seduc, das Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) e das equipes diretivas das escolas irá funcionar no horário normal em regime de revezamento dos servidores.

Aulas programadas
As aulas programadas são atividades escolares, presenciais ou não, previamente elaboradas com base em objetos de conhecimentos já abordados em sala, compreendendo um conjunto de aulas a serem cumpridas pelos estudantes e seus respectivos professores. A entrega das atividades dos alunos será feita a partir do dia 3 de abril.

Formação de professores
Durante o período da interrupção das aulas, os professores receberão o material de estudo da formação continuada pelas Coordenadorias Regionais de Educação (CREs). Os educadores deverão participar de um curso por meio do Portal da Secretaria da Educação a partir de 20 de março.

A participação no curso on-line é atividade obrigatória para todos os docentes. A partir desses estudos, os profissionais participarão das discussões e da elaboração do currículo referência da Rede Estadual de Ensino do Rio Grande do Sul, de acordo com a proposta apresentada na formação continuada ocorrida em Porto Alegre nos dias 10 e 11 de março.

LEIA MAIS: Confira alterações nos serviços em Santa Cruz do Sul