Neste sábado 25/07/2020 10h01

Começam os saques em dinheiro do FGTS

Para poder acessar o benefício é necessário baixar o aplicativo Caixa Tem ou enfrentar a fila no banco

Trabalhadores nascidos no mês de janeiro podem, a partir deste sábado, 25, sacar até R$ 1.045,00 de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). O pagamento em dinheiro do saque emergencial, autorizado pelo governo federal, é uma medida para enfrentar a crise gerada pela pandemia. Para poder acessar o benefício é necessário baixar o aplicativo Caixa Tem ou enfrentar a fila no banco.

Diferente do saque emergencial do FGTS no ano passado, desta vez a Caixa Econômica Federal abriu contas sociais digitais de poupança para todos os trabalhadores com créditos para saque. Será permitida a retirada de no máximo um salário mínimo, R$ 1.045,00, por trabalhador, independentemente do saldo em conta vinculada ao FGTS, ativa ou inativa.

Os pagamentos seguem um calendário (confira abaixo). Conforme o mês de aniversário do trabalhador, o valor fica primeiro disponível para pagamentos e compras digitais, por meio do aplicativo. Depois é possível fazer a retirada em dinheiro, nos terminais de autoatendimento da Caixa ou nas casas lotéricas.

LEIA TAMBÉM: Caixa anuncia antecipação do saque-aniversário do FGTS

Entenda como acessar o valor
O aplicativo Caixa Tem está disponível para celulares com sistema operacional Android e iOS, e é grátis para download. No primeiro acesso, é necessário informar o número do CPF e acessar com uma senha numérica. Quem ainda não tem senha do sistema de benefícios Caixa precisa cadastrá-la.

Telefones celulares que utilizam o sistema de leitura biométrica usam a digital do beneficiário para abrir o aplicativo. Depois do acesso é preciso validar os dados e esperar o sistema gerar o crédito.

Para quem nasceu entre janeiro e abril, o valor já está disponível para compras e pagamentos virtuais via aplicativo. Para fazer o saque em agência ou lotérica, é necessário gerar um código. Esse código deve ser feito antes de ir até o banco, pois a senha dura apenas duas horas.

O trabalhador que não utiliza smartphone, ou cujo aparelho tem um sistema operacional que não suporta o aplicativo, precisa ir pessoalmente a uma agência da Caixa Econômica Federal para gerar a senha e efetuar o saque. A recomendação é para que o trabalhador que não usa o Caixa Tem procure o banco a partir da data de liberação do saque emergencial.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS