Esporte 14/10/2019 21h40 Atualizado às 09h53

Dentro do G-6

O Grêmio venceu a segunda consecutiva no Brasileirão e ingressou no G-6. Amanhã, se vencer o Bahia em casa e contar com tropeços de São Paulo e Corinthians, pode chegar ao G-4

O Grêmio venceu a segunda consecutiva no Brasileirão e ingressou no G-6. Nesta quarta, 16, se vencer o Bahia em casa e contar com tropeços de São Paulo e Corinthians, pode chegar ao G-4. Contra o Atlético-MG, que estava sem vencer há três jogos, o Grêmio iniciou a vitória com uma patacoada do goleiro Wilson e um gol de pênalti. O Galo foi melhor na primeira etapa e até diminuiu em um pênalti. No segundo tempo, o Tricolor ganhou tranquilidade ao marcar logo no início com Pepê. A torcida atleticana começou a se irritar e a vaiar os atletas. Foi um combustível a mais para o Grêmio, que ainda complementou o triunfo nos acréscimos. Grande resultado sem Kannemann, Matheus Henrique, Diego Tardelli e Everton. Contra Bahia e Fortaleza, o Grêmio terá testes antes de encarar o Flamengo na decisão de vaga para a final da Libertadores.

Fora do G-6
O técnico Odair Hellmann caiu, o interino Ricardo Colbachini assumiu e o Internacional já acumula cinco jogos sem vencer. Com isso, perdeu o posto no G-6 para o Grêmio e já enxerga Bahia e Goiás no retrovisor. Diante do Santos no Beira-Rio, o Internacional foi melhor na partida. Criou as melhores oportunidades e inclusive marcou dois gols – ambos anulados após revisão do VAR. A equipe contou com novidades, como Zeca na lateral esquerda e Roberto na defesa, substituto em meio a tantos desfalques no setor. Na quinta-feira, contra o virtualmente rebaixado Avaí, o Inter deve manter o foco e não desperdiçar três pontos contra um adversário que está no porão. Edenilson é um jogador fundamental e precisa retomar o vigor das boas apresentações neste ano. Enquanto isso, um novo treinador pode ser anunciado a qualquer momento. Vamos aguardar.