João Caramez 10/12/2019 10h42

Aposta na garotada

Peças devem ser repostas para atingir um nível de competitividade a ponto de brigar por títulos

Diante do Goiás no Serra Dourada, o Grêmio atuou com uma equipe formada por garotos. Apesar da derrota por 3 a 2, a apresentação não foi ruim. Para 2020, as revelações da base devem ser aproveitadas. Valem mais a pena do que a gastança com medalhões. É o que aconteceu neste ano, principalmente com André e Diego Tardelli. Enquanto isso, atletas como Patrick e Ferreira pedem passagem. Peças devem ser repostas para atingir um nível de competitividade a ponto de brigar por títulos. Mas as contratações devem acontecer com critérios bem definidos.

Dinheiro na conta
O Internacional virou sobre o Atlético-MG no Beira-Rio, tomou o sétimo lugar do Corinthians e colocou R$ 1,7 milhão a mais no bolso. O 2020 do Inter será remodelado. O técnico Eduardo Coudet vai desembarcar em Porto Alegre. Haverá uma mudança por melhores resultados. D’Alessandro ainda não definiu se vai encarar mais uma temporada. O argentino será fundamental na ligação entre o treinador e o elenco. Víctor Cuesta e Guerrero, protagonistas na última vitória do ano, serão imprescindíveis.

Melhores do ano
Entre os melhores do Brasileirão pela CBF e Bola de Prata ESPN/Sporting Bet, o Flamengo dominou. Athletico-PR, Santos e Palmeiras dividiram espaço nas premiações, sem a dupla Gre-Nal. Na minha seleção, faço pequenas alterações: Weverton (Palmeiras); Rafinha (Flamengo), Pedro Geromel (Grêmio), Víctor Cuesta (Internacional) e Filipe Luís (Flamengo); Bruno Henrique (Palmeiras), Carlos Sánchez (Santos), Everton Ribeiro (Flamengo) e Arrascaeta (Flamengo); Bruno Henrique (Flamengo) e Gabriel Barbosa (Flamengo). O técnico é Jorge Jesus (Flamengo).