Memória 17/10/2018 12h54

Museu do Colégio Mauá retrata a história de Santa Cruz na 34ª Oktoberfest

Espaço localizado no Pavilhão 2 apresenta peças históricas, como o Protótipo do Monumento ao Centenário da Independência

Acompanhando o tema da 34ª Oktoberfest, Santa Cruz: Nossa Terra, Nossa Gente, o Museu do Colégio Mauá traz para a Festa da Alegria uma exposição recheada de cultura e história. O espaço, localizado no Pavilhão 2, apresenta peças que retratam a história daqueles que construíram os 169 anos da colonização de Santa Cruz do Sul. Na exposição, há o Protótipo do Monumento ao Centenário da Independência, inaugurado em 7 de setembro de 1924.

LEIA MAIS


Quem passar pela exposição poderá conhecer algumas ferramentas usadas pelos primeiros imigrantes, como enxó e machadinha. Fragmentos da vela do navio que trouxe os imigrantes da família Oldenburg, em junho de 1859, também estão expostos no local. Há ainda louças com imagens de prédios de Santa Cruz, do ano de 1920, que eram fabricadas na Alemanha e comercializadas na loja de ferragens do Senhor Gaspar Bartholomay.

Troféus do corredor de automóveis Oswaldinho de Oliveira, materiais do músico Romeo Seibel, mais conhecido como Chiquinho do Acordeon, nascido em Santa Cruz do Sul, litografias, maquetes, quadros e outros artefatos também integram a exposição.

Mapas

Além de peças históricas, a exposição do Museu do Colégio Mauá apresenta diversos mapas da cidade, como o Mapa da Colônia de Santa Cruz, com os nomes dos colonos donos das terras em 1922; Mapa do Município de Santa Cruz em 1922 e Mapa do Traçado do Povoado, determinado pelo governo da província de Santa Cruz em 1854. “É uma viagem pela nossa própria história, valorizando o nosso passado e todos que ajudaram a construir a nossa cidade”, destaca a diretora do Museu, Maria Luiza Rauber Schuster.