Contra o tráfico

Homem é preso em Santa Cruz em operação do Denarc do Paraná

Daniel Felipe Cunha Schuck, de 28 anos, trazia drogas dos estados vizinhos e revendia no Rio Grande do Sul

ATUALIZADO ÀS 10h06

A Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil do Paraná cumpriu na manhã desta quinta-feira, 39 mandados de prisões contra membros de uma quadrilha responsável pelo tráfico de drogas em diversos estados, como Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. As equipes policiais estão atuando nas cidades de Marechal Cândido Rondon, Guaíra, Toledo, Cascavel, Guarapuava, Francisco Beltrão e Santa Helena, no Paraná, além de Mundo Novo (MS), Blumenau (SC), Montenegro (RS), Porto Alegre (RS), Santa Cruz do Sul (RS) e Vargem Grande Paulista (SP).

Em Santa Cruz um homem, de 28 anos, foi preso. Segundo o delegado da 1ª Delegacia de São Leopoldo, Eleomar Franco, a prisão de Daniel Felipe Cunha Schuck foi determinada na Justiça de Marechal Cândido Rondon. Sobre ele pesam envolvimento em crimes de tráfico e associação ao tráfico. Schuck fazia o transporte da droga de estados vizinhos – Paraná, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina - para o Rio Grande do Sul.

A prisão foi realizada logo no início da manhã com o apoio de agentes da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec). De acordo com o delegado, o preso não demonstrou resistência. Ele já foi encaminhado ao Presídio Regional de Santa Cruz do Sul e agora deve ser transferido para o sistema prisional do Paraná, no município de Telêmaco Borba.

Ao todo a delegacia de São Leopoldo recebeu o pedido para cumprimento de quatro mandados expedidos no Paraná. Além de Santa Cruz, dois em Porto Alegre e um em Montenegro. Ao longo de dois anos de investigação foram colhidas provas do envolvimento de pelo menos 50 pessoas. Foram apreendidos 700 quilos de maconha, oito de cocaína, e quantidades não divulgadas de haxixe, LSD e crack.

PRESO EM 2014 NO MATO GROSSO DO SUL

Daniel Felipe Cunha Schuck foi preso em março de 2014 após se envolver em um acidente na MS-156, no Mato Grosso do Sul, no município de Amambaí. No carro que ele conduzia foram encontrados 78 quilos de maconha dividido em 95 tabletes. Em relato à Polícia Rodoviária Estadual, Schuck contou que havia pegado a droga em Coronel Sapucaia, fronteira com o Paraguai, e receberia pelo transporte R$ 10 mil. A carga seria entregue em Santa Catarina.