Violência 03/12/2018 17h18 Atualizado às 22h28

Seis assaltantes de bancos são mortos durante tiroteio em Ibiraiaras

Um refém também morreu após ser baleado pelos criminosos na tarde desta segunda

Seis assaltantes de bancos em Ibiraiaras foram mortos após um cerco policial, entre o fim da tarde e o início da noite desta segunda-feira, 3. De acordo com o comandante do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Brigada Militar, tenente-coronel André Feóli, as mortes aconteceram durante um tiroteio com a polícia.

A Brigada Militar afirmou que segue nas buscas dentro de matas para localizar outros dois bandidos que atiraram contra policiais. Pelo menos seis trocas de tiros teriam ocorrido em um intervalo de uma hora. Um criminoso também foi preso. De acordo com a BM, o dinheiro roubado e uma grande quantidade de armas e munições foram apreendidos com os bandidos. 

Foto: Brigada Militar

 

Mais cedo, um refém morreu após ser baleado em Ibiraiaras. A vítima é o gerente adjunto do Banco do Brasil do município, Rodrigo Mocelin da Silva. De acordo com informações da imprensa da Capital, ele teria sido obrigado a entrar em um carro com os criminosos e foi abandonado no caminho. Ele foi encaminhado para o Hospital São José e morreu durante atendimento médico. 

Três bancos foram atacados na tarde desta segunda, em Três Palmeiras e Ibiraiaras. Nos dois municípios, os criminosos exigiram que funcionários e clientes fizessem um cordão humano. Em Ibiraiaras, o crime aconteceu por volta das 14 horas e os alvos foram os bancos do Brasil e Banrisul. Em Três Palmeiras, o assalto aconteceu em uma agência do Sicredi, por volta das 13 horas. Um vigia chegou a ser levado como refém, mas foi liberado no caminho. A Brigada Militar faz buscas aos criminosos.