Polícia 01/07/2019 13h31 Atualizado às 21h59

VÍDEO: bandidos atacam banco em Monte Alverne e fazem cordão humano com reféns

Eles teriam fugido em um Onix de cor vermelha junto com um funcionário e o vigia da agência, que já foram liberados

A Brigada Militar faz buscas aos ladrões que atacaram no início da tarde desta segunda-feira, 1º, uma agência bancária do Sicredi, em Monte Alverne, no interior de Santa Cruz do Sul. Conforme informações preliminares, os bandidos armados com fuzis teriam fugido em um Onix de cor vermelha em direção a Venâncio Aires.

De acordo com o subprefeito da localidade, Mauri Frantz, que presenciou a ação, os ladrões fizeram um cordão humano com clientes e funcionários do banco, totalizando cerca de 15 pessoas. Eles ainda dispararam em direção à subprefeitura de Monte Alverne e um carro foi atingido no local.

Foto: Rafael Cunha

 

Conforme Frantz, o vigia do banco e um funcionário teriam sido levados como reféns, mas foram liberados próximo à divisa com Venâncio Aires, onde o veículo foi abandonado queimado. Em entrevista à Rádio Gazeta, o padre Irineu Sehnem, morador de Venâncio Aires e dono de um Gol prata, relatou que seguia em direção a Monte Alverne quando foi surpreendido pelos bandidos.

Eles estavam em um Fiesta vermelho, com placas de Porto Alegre, e quando se deram conta de que haviam perdido as chaves do veículo, fizeram o padre abandonar o veículo para que pudessem fugir. Segundo ele, os ladrões estavam com fuzis e carregavam uma pasta em que poderia estar parte do dinheiro.

Foto: Bruno Pedry

 

Em Linha Antão, o Gol prata foi abandonado com as portas abertas. Os bandidos, possivelmente, fugiram por meio de matagais. Os demais teriam seguido em um Volkswagen Virtus azul escuro, que segue sendo procurado pela polícia. Conforme o comandante do Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Rio Pardo (CRPO/VRP), coronel Valmir José dos Reis, seriam cerca de quatro ou cinco bandidos, vestidos de preto. Policiais de toda a região estão auxiliando nas buscas e qualquer informação pode ser repassada à Brigada Militar pelo 190, 98501 6585, 98501 6558, 98501 6568, 3741 9090 e 3717 1100.

O subprefeito de Monte Alverne comenta ainda que, desde a aposentadoria do sargento Sortica, que atuava na região, não há mais policiamento fixo na localidade. Veja o vídeo do momento do assalto:
 

Foto: Rafael Cunha

Foto: Bruno Pedry
Foto: Bruno Pedry
Foto: Bruno Pedry