Combate ao crime 06/02/2020 10h13 Atualizado às 10h50

Draco apreende material pertencente a facção criminosa no Bairro Senai

Objetos estavam em poder de um jovem de 22 anos

A Delegacia de Polícia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) de Santa Cruz do Sul cumpriu mandado de busca e apreensão em uma residência no Bairro Senai, na manhã desta quinta-feira, 6. No local foram encontrados diversos materiais em poder de um jovem de 22 anos. São coletes balísticos, radiocomunicadores, bloqueadores de sinais, toucas ninjas e roupas táticas.

Segundo o delegado Marcelo Chiara, a Draco vinha investigando um possível local de armazenamento de material pertencente a uma facção criminosa. Na manhã desta quinta, foi então dado cumprimento a mandado de busca e apreensão judicial na casa em que foram encontrados os materiais.

A residência de classe média alta fica na Rua Capitão Fernando Tatsch. O jovem que estava no local foi levado para a delegacia, mas não foi preso. Será instaurado um inquérito para apurar se ele teria ligação com a facção e qual seria o encaminhamento deste material. A ação teve apoio ainda da 2ª Delegacia de Polícia.

Material apreendido
13 pares de botas táticas
12 radiocomunicadores
Três bloqueadores de sinal
Seis giroflex
16 bonés táticos
14 toucas ninja
25 calças táticas
17 camisas de manga longa pretas
13 coldres
22 jornais
8 porta-algemas
8 porta-munições
14 cintos táticos
Um bandoleiro para arma leve
16 coletes balísticos
Dois celulares
Um caderno de anotações

Caso semelhante em 2017
Em 27 de outubro de 2017, uma operação da Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) localizou um arsenal no apartamento de um estudante no Bairro Avenida, em Santa Cruz do Sul.

De acordo com o delegado Luciano Menezes, que coordenou a ação junto com o delegado Marcelo Chiara Teixeira, o jovem natural de Cachoeira do Sul, que era aluno do curso de Engenharia da Universidade de Santa Cruz do Sul, estava recebendo cerca de R$ 10 mil por mês do tráfico para guardar o armamento no apartamento onde morava. No local foi preso em flagrante o guardião das armas, identificado como Jerônimo Jardim Lopes, de 26 anos.

Na residência, localizada na Rua Samuel Pinto Cortez, foram apreendidos pelo menos 15 fuzis de guerra de fabricação americana e soviética, sendo oito calibre 556 e sete calibre 762, 20 pistolas 9 milímetros, uma pistola calibre .45 e uma grande quantidade de munições de calibres 556, 762 e 9 milímetros, além de carregadores de AK 47 e dois fuzis desmontados. Os itens apreendidos seriam da facção Os Manos e foram avaliados em cerca de R$ 3 milhões.

LEIA TAMBÉM: O guri das armas

*Colaborou Leandro Porto