EM RECUPERAÇÃO 12/02/2019 08h12

Bolsonaro recebe ministros e fala em alta

Presidente passou por cirurgia há duas semanas; quadro de saúde apresentou melhora

Duas semanas após uma cirurgia para retirada da bolsa de colostomia, o presidente Jair Bolsonaro recebeu nessa segunda-feira, 11, a visita de três ministros, do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e do secretário estadual de Segurança Pública, João de Campos, no Hospital Albert Einstein, na capital paulista.

LEIA MAIS: Bolsonaro segue internado com pneumonia

Bolsonaro também concedeu uma rápida entrevista, por telefone, à TV Bandeirantes. “Estou me recuperando. Tive o problema de ter adquirido uma pequena pneumonia há uma semana. Se não fosse isso, eu poderia até estar de alta já. Se Deus quiser, esta semana terei alta”, disse o presidente ao jornalista José Luiz Datena. Os ministros Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Sérgio Moro (Justiça e Segurança Pública) e Fernando Azevedo e Silva (Defesa) despacharam com o presidente ao longo dia.

As visitas de Doria e Campos foram de cortesia, disse, em Brasília, o porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros. Ao deixar o hospital, após o encontro de cerca de 20 minutos, Doria disse que o texto da reforma da Previdência deve ser fechado na próxima sexta-feira e enviado ao Congresso na semana que vem. “O presidente deverá estar sexta-feira com o ministro Paulo Guedes para fechar o texto final que será encaminhado ao Congresso na semana que vem. Mas ele mesmo falará sobre isso tão logo esteja em Brasília”, afirmou Doria, comentando na sequência que a previsão de enviar a proposta ao Congresso foi manifestada por Bolsonaro, mas que é uma avaliação própria. 

Como está

De acordo com boletim médico divulgado na tarde dessa segunda-feira, 11, Bolsonaro apresentou melhora progressiva e recebeu alta da terapia semi-intensiva. Além disso, o presidente começou a se alimentar com uma dieta leve e foi suspensa a nutrição que recebia pela veia.

Até então, Bolsonaro estava recebendo apenas alimentação cremosa. A evolução da dieta é uma das condições para alta. Segundo o boletim, Bolsonaro não apresenta dor ou febre e segue com melhora do quadro pulmonar após ter sido diagnosticado com pneumonia na semana passada.