Em Santa Maria 15/04/2019 07h27 Atualizado às 09h39

Estado confirma apenas uma audiência pública para discutir a concessão da 287

Debate vai ocorrer no dia 6 de maio entre 14h30 e 17h30

Uma única audiência pública vai apresentar os detalhes sobre o processo de concessão da principal rodovia do Vale do Rio Pardo - a RSC-287. Lideranças da região tinham a expectativa de que encontros pudessem ser realizados nos principais municípios cortados pela rodovia. No entanto, o Diário Oficial do Estado dessa segunda-feira, 15, confirma que apenas um debate público está previsto.
 

LEIA MAIS 


Ele vai ocorrer no dia 6 de maio, uma segunda-feira, entre 14h30 e 17h30 no Centro de Convenções Park Hotel Morotin, em Santa Maria. Na oportunidade, os técnicos da Secretaria de Governança e Gestão Estratégica e da Secretaria de Logística e Transportes vão apresentar o projeto técnico de parceria público-privada que envolve a concessão da RSC-287.

Os responsáveis pelo estudo também vão esclarecer dúvidas sobre o processo de repasse da estrada para a iniciativa privada. A audiência pública é aberta a todos os interessados e vai ocorrer pouco depois da conclusão da coleta de sugestões sobre a concessão da estrada através de e-mail. Até o dia 4 de maio, a população pode se manifestar sobre o repasse da rodovia com mensagens para o endereço consulta287@selt.rs.gov.br.

O trecho a ser concedido é de 204 quilômetros. Ele vai de Tabaí até Santa Maria. O contrato de 30 anos prevê investimentos de cerca de R$ 2,2 bilhões. A obra mais significativa é a duplicação da RSC-287 em até 11 anos. O estudo prevê cinco pedágios ao longo do trecho. Além da cobrança nas praças que já existem, em Venâncio Aires e Candelária, os motoristas também vão passar a pagar pedágio em estruturas que vão ser construídas em Taquari, Paraíso do Sul e Santa Maria. A tarifa máxima prevista é de R$ 5,93.