Venâncio Aires 03/01/2020 21h51 Atualizado às 22h01

Situação de emergência por causa da seca vai ser decretada na segunda

Estimativas de perdas na produção agrícola ultrapassam R$ 40 milhões

O prefeito de Venâncio Aires, Giovane Wickert, vai assinar na próxima segunda-feira, 6, um decreto de situação de emergência por causa da estiagem no município. Segundo a prefeitura, uma equipe técnica percorreu diversas localidades do município durante dois dias, mapeando e registrando os locais mais afetados pela seca. Estas informações, juntamente com relatórios da Emater, da Defesa Civil e de sindicatos da área rural embasam o documento a ser enviado para o Governo do Estado.

LEIA MAIS: Situação de rios mostra os efeitos da estiagem na região

Segundo dados da Emater, os prejuízos na produção agrícola já passam de R$ 40 milhões de reais em Venâncio Aires. As perdas são consideradas irreversíveis e atingem cerca de 1.500 famílias. A falta de chuva prejudica, segundo relatório, as culturas do milho, tabaco, bovinos de corte, soja, bovinos de leite, arroz, olerícolas, moranga, feijão e pastagens. Mais de nove mil hectares de fumo foram atingidos, com perda estimada em quase 15%. A prefeitura estima que os produtores vão deixar de receber R$ 31 milhões, o que também vai afetar a economia urbana.

Espigas não se desenvolveram e folhas do milho estão queimadas em Linha Esperança. Foto: Leandro Osório/AI PMVA

A administração projeta um ato de assinatura do decreto para segunda-feira, às 16 horas, na sala de reuniões do gabinete do prefeito.

A Prefeitura de Venâncio Aires informou que trabalha no auxílio direto aos produtores com dois caminhões-pipa e máquinas para abertura de reservatórios nas propriedades. Para solicitar o serviço, os produtores devem entrar em contato pelo telefone 3983-1106.

Com informações da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Venâncio Aires.