Combate ao coronavírus 29/03/2020 10h16 Atualizado às 10h54

Morador de Santa Cruz doa R$ 150 mil ao HSC para compra de respiradores

O doador, que preferiu não se identificar, pediu apenas que o HSC publicasse um manifesto de apelo à população. Confira

O Hospital Santa Cruz (HSC) recebeu a doação de R$ 150 mil para a compra de respiradores e Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) para profissionais de saúde. Os recursos já foram depositados na conta da instituição. O doador, que preferiu não se identificar, pediu apenas que o HSC publicasse um manifesto de apelo à população.

Confira:

Covid-19: Agora é hora também de ações individuais de emergência:

  1. Atenção: vou te convidar, ou, melhor, avisar para que reflitas…, pois essa doença mortal vai bater na tua porta ou, na melhor das hipóteses, de teus familiares.
  2. E o que fazer? Para te proteger 100% não tem o que fazer… É só esperar. Mas podes ajudar a evitar a tua morte e a de teus familiares, entre outros. Para isso, só duas coisas são decisivas a curto prazo: respiradores e profissionais da saúde protegidos com EPIs eficientes.
  3. Desafio: Diante disso, quero desafiar-te a agir agora, ser proativo agora mesmo, neste instante, para que tenhamos assistência de saúde… Como? Só tem um jeito: comprando respiradores e EPIs aos profissionais da saúde. Aplausos não protegem estes profissionais; querem, sim, proteção e respeito, só isso! Na Espanha, 12% dos infectados são profissionais da saúde! Seja um anjo de Santa Cruz do Sul.
  4. É uma emergência: Não dá para esperar! Em um mês, estaremos na situação da Itália e da Espanha: filas de caixões de mortos por falta de respiradores… Sim, morrem porque não têm o respirador, simples assim.
  5. Covid-19: 85% das pessoas não precisam de hospital, mas 14% precisam de oxigênio e, destes, 4% a 5%, de respirador, sendo que cerca de 2% morrem mesmo assim. Nessa conta, sem respiradores suficientes, mais 3% morrem direto, e podem ser de qualquer idade. Aí, qualquer um de nós, mesmo que não seja do grupo de risco, também pode precisar do respirador, mas… simplesmente não vai ter. Na Itália, a mortalidade é hoje de 8%, e isso por falta de respiradores. Na Alemanha, que tem 3 a 4 vezes mais respiradores, morrem uns 2%. Lembremos que, na China, não faltaram respiradores, pois a doença ficou mais restrita e o país teve como providenciar. Fácil concluir que esse excesso de mortes é por falta de respiradores… Ficou claro isso?
  6. Santa Cruz do Sul: Para cada 100 mil habitantes, digamos que só 5% (5.000) sejam contaminados a cada mês. Serão 700 indo para o hospital e 200 precisando de respirador. Como cada paciente fica uns 15 dias no respirador, seriam necessários 100 respiradores e, no máximo, 350 leitos. Temos hoje talvez 40 respiradores para a Covid-19; precisamos ter 100 ou mais a curto prazo… Está em tuas mãos! Num levantamento rápido, somando o HSC e o HAN, a cidade teria 600 leitos e 80 respiradores (incluídos 10 que estão chegando). Numa hipótese otimista (visto que as demais doenças vão continuar existindo), poder-se-ia destinar metade disso para Covid-19: seriam 300 leitos e 40 respiradores (alguns precisam ficar na reserva, caso estrague algum). Observa-se que leitos comuns talvez não faltariam! Veja-se que as estimativas são para 100 mil habitantes; Santa Cruz tem mais de 125 mil, e ainda haveria muitos casos da região.
  7. Convocação: Cada um de nós, pessoa física ou empresário, que faz parte da classe média alta e classe alta (talvez tenhamos aqui mais de mil pessoas nessa situação), que tem casa boa e dois carros bons etc, pense bem! É só doar um dos carros ou o valor correspondente e teremos ventiladores e EPIs para todos. Afinal, de que adianta o segundo ou o terceiro carro se se perdeu quem o usava? Já imaginaste tua vida sem algum dos familiares e/ou sem a tua empresa? Lembra-te: o dinheiro só tem valor na hora de gastar. Ninguém leva nada desta vida. Até mesmo o antigo ditado “entregar os anéis para não perder os dedos” (ou a vida) vale agora. Tu escolhes!
    Destaco que esta ação mais urgente e vultosa deve ser feita pelas classes mais altas; não podemos agora ficar coletando pequenas doações, precisamos de doações altas e urgentes.As doações menores e menos urgentes podem ficar para a classe média (estimo que temos 10 a 20 mil nessa situação). Ao final, no mínimo 80 a 90 mil pessoas vão ficar na miséria e imagina o resultado disso! Inevitavelmente, as classes média e alta vão ter de ajudar as classes mais baixas. Simples assim!
  8. Seu dinheiro: Ainda faço uma análise econômica para ti, que tens dinheiro e bens: o mundo vai empobrecer talvez até 50%, com queda em bolsas de valores, valor do trabalho e bens de consumo etc. Isso é certo. Neste cenário, percebe que metade de teu dinheiro vai então valer a mesma coisa que hoje. Não faz sentido tu melhorares a tua condição individual por conta da epidemia. O Brasil é um dos países com maior desigualdade social e, pensem, elite! É uma chance de redistribuir um pouco essa vergonhosa concentração de riqueza neste país. Ainda, se tivermos como atender as pessoas doentes no sistema de saúde, fica bem mais fácil encurtar a quarentena, retornar ao trabalho e evitar um colapso maior da economia e, sim, da tua empresa! Podemos evitar a maioria das mortes agindo agora, já, ou vamos perder a experiência, os cérebros e muitas forças de trabalho essenciais nas empresas, e isso vai gerar a desestruturação da sociedade e da economia.
  9. O desconhecido: Acorda! Isso nunca aconteceu conosco. Mas acredita: a gripe espanhola de 1917 foi uma realidade! Lê sobre o caos que pode surgir durante e depois dessas pragas! Como apelo final, espero, de verdade, que, a cada dia, de agora em diante, pelo menos uma pessoa ou empresa faça o ato de doação de um respirador e também de outras doações vultosas para garantir os EPIs aos profissionais da saúde. Isso é o mais urgente agora, mas há muitas outras coisas também necessárias para os hospitais.

    Tomei esta atitude sabendo que doações isoladas não resolvem nada, mas confiante na inteligência do ser humano e de que sigam este e outros exemplos e que amanhã, sim, amanhã mesmo, eu esteja vendo inúmeras atitudes oriundas das centenas de empresas e pessoas qualificadas.

Um morador de Santa Cruz do Sul fez uma doação de recursos para o Hospital Santa Cruz para a aquisição de respiradores e…

Posted by Hospital Santa Cruz on Saturday, March 28, 2020

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS