Mudança das regras 25/06/2020 22h11 Atualizado às 23h16

Músicos santa-cruzenses pedem mudanças no decreto municipal

Dentre as reivindicações, estão a flexibilização das regras para a realização das lives e uma ajuda de custos da Prefeitura

O decreto publicado pela Prefeitura de Santa Cruz do Sul na última sexta-feira, 19, tem sido alvo de críticas por parte de músicos e artistas, que se mobilizam para solicitar mudanças ao Poder Público. No começo da semana, alguns vereadores já haviam criticado as determinações, consideradas muito rígidas.

O músico Sandro Pires, um dos líderes do movimento que pede a mudança das regras, disse que um grupo de 17 pessoas esteve na sessão da Câmara de segunda-feira, 22, pedindo apoio. Eles foram recebidos e ouvidos pelos vereadores e, no dia seguinte, em uma reunião, foi protocolada formalmente a solicitação. Nessa quarta-feira, 24, em encontro com a procuradora-geral do município, Trícia Scheidhauer, os representantes do movimento ouviram o lado da Prefeitura. “Fomos muito bem recebidos e tivemos novas informações. Ninguém quer nos impedir de trabalhar, apenas que as coisas sejam feitas da forma correta”, observou.

LEIA MAIS: Vereadores criticam restrições a ‘lives’ em Santa Cruz

Dentre as reivindicações dos músicos, que permanecem sem poder trabalhar desde o início da pandemia, estão a flexibilização das regras para a realização das lives – que, conforme o decreto, só podem ser realizadas em lugares determinados pelo município. A categoria também pede uma ajuda de custo da Prefeitura. “Vamos criar uma associação, uma organização de músicos para que estejamos registrados e aptos a receber esse auxílio”, afirmou Pires. Nos próximos dias, as solicitações serão encaminhadas ao Gabinete de Emergências

LEIA TAMBÉM: Cultura discute ações para ajudar os artistas de Santa Cruz