Meio Ambiente 29/06/2020 07h40

Um incentivo para deixar Santa Cruz mais verde

Parceria entre a Gazeta Grupo, Prefeitura e Escoteiros teve a distribuição de 500 mudas de diferentes espécies no sábado

A Gazeta Grupo de Comunicações, em parceria com a Secretaria Municipal dos Transportes, Serviços e Mobilidade Urbana e o Grupo Escoteiro Santa Cruz (Gesc), proporcionou um momento diferente a quem passou pela Rua Marechal Floriano no sábado, 27. Parte do Projeto Repensar, a ação distribuiu mais de 500 mudas de árvores nativas e exóticas para a população no formato drive-thru.

A ação estava prevista para acontecer das 9 horas ao meio-dia, entretanto a procura foi tão grande que por volta das 11 horas todas as mudas disponíveis já haviam sido entregues. As frutíferas, que despertaram maior interesse de quem esteve no local, acabaram ainda mais cedo, por volta das 10 horas. Dentre as opções de espécies para retirada estavam sibipiruna, cedro, leucena, canela e pata de vaca, voltadas mais à sombra e ornamentação. Já entre as frutíferas havia pitanga, cereja, jabuticaba, ameixa amarela e uvaia, uma das menos conhecidas e que despertou curiosidade nos interessados.

A pequena Mariana Retamar Denzer, de 6 anos, não escondeu a alegria ao receber sua mudinha de jabuticaba. A mãe Márcia Retamar conta que a família já procurava há algum tempo um exemplar da espécie para plantar no pátio de casa e que a filha não vê a hora de poder participar do grupo de escoteiros. Ela classificou a ação como muito importante para o meio ambiente e para tornar a cidade mais verde. A mesma percepção teve o aposentado Valdino Paulo Zink, de 61 anos, que pegou uma muda de uvaia. Ele conta que comia muito o fruto quando era criança e agora pretende plantar uma em seu terreno, no Bairro Renascença. “Tomara que as pessoas tenham consciência de plantar e cuidar. Todo terreno tem espaço para uma árvore”, frisou.

Responsável pela organização do evento, o gerente de produtos e inovação da Gazeta, Eduardo Dalla Costa, não escondeu a satisfação em ver o sucesso da ação. “Foi excelente, se tivéssemos duas mil mudas acredito que todas teriam sido entregues à população”, comemorou. Segundo eles, antes mesmo do início da distribuição, às 9 horas, já havia pessoas aguardando no local para retirar seu exemplar. Apesar do frio que fazia na manhã de sábado, o engajamento das pessoas em arborizar o ambiente onde moram chamava a atenção.

O diretor-presidente do Grupo Escoteiro Santa Cruz, Andriano Felippe Alves elogiou a receptividade da comunidade santa-cruzense, e relatou que depois da divulgação feita pela Gazeta ao longo da semana, muitas pessoas entraram em contato com os Escoteiros. “Muita gente que não conseguiria vir hoje nos procurou nas redes sociais para garantir a sua muda.” Ele informou, ainda, que quem tiver dúvidas quanto ao plantio, cuidado e outras informações a respeito das árvores também pode entrar em contato com o grupo.

LEIA MAIS: Gazeta distribui mudas de árvores neste sábado

UMA ÁRVORE PARA CELEBRAR A VIDA NOVA
Nem o frio, nem as dificuldades para andar e falar impediram a aposentada Aledir Bristot, 77 anos, de se deslocar até a Praça Getúlio Vargas para garantir sua muda de cedro. Moradora de Santa Cruz do Sul há apenas quatro meses, ela se mudou para o município com a filha e o genro, e hoje reside em um lar de idosos. Filha de Aledir, a empresária Simone Bristot Scortegagna conta que a mãe, que foi professora e escritora, gostava muito de trabalhar na terra e cuidar das folhagens e fez até um curso de jardinagem.

A família, que morava na cidade de Passo de Torres, em Santa Catarina, hoje mora em um apartamento no Centro, mas comprou um terreno em Linha Santa Cruz, onde está construindo uma casa. É lá que será plantada a muda de cedro, escolhida a dedo por dona Aledir que, depois de sofrer quatro acidentes vasculares cerebrais (AVC), hoje não pode mais fazer a atividade que tanto gostava, mas se mostrou contente com a árvore que vai crescer na futura morada.

LEIA TAMBÉM: Gazeta e Sítio Eco Flores distribuem quatro mil flores em Santa Cruz neste sábado

Como plantar
A Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Saneamento e Sustentabilidade (Semmas) tem algumas orientações para o plantio de árvores em área urbana. A recomendação é que se plante, preferencialmente, espécies nativas da região. A cova onde será depositada a muda deve ter pelo menos 60 centímetros de altura, largura e profundidade, e devese retirar a embalagem plástica ao colocá-la na terra, que deve cobrir somente as raízes, até o começo do caule. Depois de fechada, a cova deve ser levemente comprimida para que se firme, e também é recomendado colocar suportes amarrados à planta, a fim de evitar que ela se quebre pela ação do vento. Quem pretende plantar na calçada deve se atentar à proximidade com esquinas, saídas de garagem e a fiação elétrica.

LEIA TAMBÉM: Aposentado mantém horta em terraço no Bairro Schulz


MAIS LIDAS