Inofensiva 29/07/2020 11h09 Atualizado às 11h25

Moradora do Avenida encontra lagosta no pátio de casa

Crustáceo de água-doce é 'parente' do camarão

Uma moradora do Bairro Avenida, em Santa Cruz do Sul, surpreendeu-se ao encontrar no pátio da residência dela, na manhã dessa terça-feira, 28, um animal cujo aspecto não reconheceu. A Gazeta do Sul enviou a imagem encaminhada pela leitora ao professor de Biologia Andreas Köhler, da Unisc. Ele explicou se tratar de uma lagosta de água-doce, um crustáceo “parente” do camarão. Segundo o especialista, trata-se de uma espécie relativamente comum, porém, como vive perto da água e é ativa à noite, pouco conhecida.

A aparição do animal deu-se provavelmente em função da chuva, que levou-o a sair de sua toca. De acordo com Köhler, não é um animal peçonhento (ou seja, não produz veneno) e, por isso, é inofensivo. “Não oferece perigo nenhum, somente com as quedas pode beliscar”, observou. A orientação para quem encontra um desses é soltá-lo próximo a um lago ou córrego.

LEIA TAMBÉM: VÍDEO: o tatu que faz uma visita diária a um casal de Vera Cruz