Vera Cruz 17/11/2020 12h50

“O povo pode esperar muito trabalho”, diz Gilson Becker

Atuação em várias secretarias e a forte participação comunitária o credenciaram a assumir o cargo mais importante do município

De terceiro colocado em pesquisas a prefeito eleito de Vera Cruz com expressiva votação. A trajetória de Gilson Becker (PSB) para chegar ao comando da Capital das Gincanas remete a muito trabalho e uma vida de liderança em diversas instituições. Além disso, sua atuação em várias secretarias e a forte participação comunitária também o credenciaram a assumir o cargo mais importante do município, tudo isso com a bênção e responsabilidade de suceder a Guido Hoff, um dos políticos mais queridos pelos vera-cruzenses e que decidiu se aposentar após 58 anos de vida pública.

Nascido e criado no interior de Vera Cruz, na localidade de Vila Progresso, Gilson Becker ajudou os pais na agricultura desde criança e exerce a atividade até hoje, conciliando seu tempo com as tarefas das secretarias municipais pelas quais é responsável. Também é servidor público concursado da Prefeitura desde 2000, lotado no setor de tratamento de água, que chegou a coordenar em 2015. Desde 2017 foi secretário de Obras e acumulou ainda a pasta de Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente.

Filho e sobrinho de ex-vereadores, Gilson destaca as posições de liderança que exerceu desde muito cedo, como a presidência do Grêmio Estudantil da Escola Frederico Hannemann e os vários cargos que ocupou dentro da Igreja Luterana e do Esporte Clube Independente, ambos da localidade de Vila Progresso. “A linha de liderança comunitária é de uma vida toda, praticamente desde os meus tempos de escola”, conta o eleito.

Casado e pai de uma menina de 12 anos, Gilson tem 41 anos, leva uma vida simples e tem como hobby a participação no Coral Municipal de Vera Cruz e no da Igreja Luterana. Além disso, gosta de estar junto da população. “Participo de eventos da sociedade, o que acaba também fazendo parte da rotina da pessoa que atua na linha pública. Mas, ao mesmo tempo, o faço por lazer. Quando era mais jovem gostava de jogar vôlei, mas agora já não dá mais”, brinca.

LEIA MAIS: Gilson Becker quer fazer um trabalho técnico e enxugar a máquina pública

A vitória sobre adversários tradicionais
A missão delegada por Guido Hoff não era nada fácil. Para se tornar sucessor do atual prefeito, Gilson Becker teria de vencer a concorrência de Rosane Petry (PP) e Eduardo Viana (PTB), adversários consagrados e com longa trajetória na política de Vera Cruz. “Nós tivemos um trabalho reconhecido na Secretaria de Obras e principalmente na Agricultura. No interior, sempre estivemos muito bem cotados. O meu nome e o do Claudério (seu vice) eram os menos conhecidos. Então, fomos fazendo um trabalho de formiguinha”, conta.

Como um dos motivos que o levaram a vencer a eleição, Gilson destaca a orientação diferenciada da campanha em relação aos oponentes, com a proposta de enxugar a máquina pública e definir secretários com base em critérios técnicos. “Construímos um plano já envolvendo todas as entidades do município e trabalhamos em cima de propostas viáveis, sem criar falsas expectativas e falar na palavra ‘promessa’, que hoje está tão desgastada. Reforçamos isso e vamos nos comprometer com bastante trabalho, saindo da velha política de ficar prometendo uma coisa em cada casa”, sublinha.

Gilson ainda ressalta a campanha limpa e de respeito aos adversários como fatores que contribuíram para o crescimento de sua candidatura. “Não atacamos ninguém, apresentamos propostas e fomos crescendo. Vínhamos sentindo esse crescimento, ainda que ele tenha demorado um pouco para se refletir nas pesquisas. Os nossos levantamentos sempre mostraram uma situação de equilíbrio”, revela, acrescentando que essa conduta levou os indecisos a optarem por ele.

Para quando estiver à frente da Prefeitura de Vera Cruz, Becker faz apenas uma promessa à população: trabalhar. “O povo pode esperar muito trabalho. Nós nos comprometemos com isso e com uma linha de tratamento igualitário. Seremos incansáveis em buscar sempre o melhor para o município, tendo o diálogo como forma de atuação, com todos os partidos, a exemplo do que fizemos à frente das secretarias. Agora não vai ser diferente.”

LEIA TAMBÉM: AO VIVO: as eleições na região e a repercussão dos resultados

O apoio e a influência de Guido Hoff
Com uma longa e respeitada vida pública, o atual prefeito, Guido Hoff, exerceu papel fundamental na campanha e também na vitória de Gilson Becker. “Tenho muita gratidão ao Guido pela oportunidade de estar à frente das secretarias. Sempre procurei me esforçar ao máximo para corresponder às expectativas dele. Ele optou por não concorrer à reeleição e então me indicou para representar a gestão. Sou muito grato por esse apoio e suporte que ele e a família nos concederam nesse pleito”, finaliza Becker.

LEIA TAMBÉM: O fim de uma era em Vera Cruz: Guido Hoff vai se aposentar