Vale do Sol 22/11/2020 19h10

Hospital realiza obras internas de reforma e revitalização

Melhorias em salas e quartos serão para o atendimento dos casos de coronavírus no município

Com a chegada da pandemia, o Hospital Vale do Sol realizou desde março várias obras internas de reforma e revitalização de salas e quartos. O objetivo é fazer adequações à Vigilância Sanitária e para atendimento dos casos de coronavírus. Com o recebimento de doações e recursos para enfrentamento da Covid-19, houve a reforma de 17 salas.

Uma das áreas implantadas é um novo quarto, destinado a dois leitos que serão retirados de duas enfermarias para desafogar e dar mais espaço. O objetivo é instalar poltronas para melhor acomodação de acompanhantes dos internados. Na sequência já começaram as obras maiores, com previsão de área para raio-X, ecografia, vestiários masculinos e femininos, sala de guarda temporária de cadáveres (morgue), abrigo de resíduos, local de desembarque das ambulâncias e revitalização da recepção do hospital, totalizando 198 metros quadrados de área implantada e em construção.

LEIA TAMBÉM: Vale do Sol registra a primeira morte por Covid-19

O diretor Marco Aurélio Machado explicou que o Hospital Vale do Sol é um dos mais modernos e equipados dentre os situados em municípios menores. “Estamos empenhados em qualificar cada vez mais a área hospitalar, sendo que 98% do espaço do segundo andar está totalmente revitalizado, melhorando significativamente a ambiência. As reformas causam transtornos para todos, com barulho e sujeira, mas são necessárias”, frisou.

O Diário Oficial publicou em 26 de outubro o contrato entre o Estado e o Hospital Vale do Sol que referencia os leitos para internação de cuidados prolongados, destinados à Central de Regulação do Estado, com vigência de três meses, em caráter experimental. Esse período ainda pode ser prorrogado. A medida foi solicitada pela administração do hospital em 1º de abril e contemplada pelo Ministério da Saúde, mediante portaria publicada em agosto, que referenciou apenas 25 hospitais no Rio Grande do Sul. Desde essa data, a instituição não pode mais realizar internações de pacientes que sofrem de Covid-19. Estes precisarão ser transferidos para os hospitais de Candelária e de Rio Pardo.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS