GAUCHÃO 24/03/2021 21h44 Atualizado às 07h05

Com gols no segundo tempo, Inter bate o Caxias no Beira-Rio

Colorado precisou de dois jogadores que iniciaram no banco para marcar os gols da vitória sobre o time da Serra

Pela sexta rodada do Gauchão, Inter e Caxias se enfrentaram no Beira-Rio, em Porto Alegre, na noite desta quarta-feira, 24.

Em confronto direto pela liderança, com o Inter, iniciando a partida em segundo, com 10 pontos, e o Caxias em terceiro, com a mesma pontuação, o Internacional precisou recorrer ao banco de reservas no segundo tempo para vencer e se tornar líder isolado.

Com gols de Edenílson e Thiago Galhardo, o Inter venceu por 2 a 0 após um jogo difícil no Beira-Rio.

PRIMEIRO TEMPO

O Internacional começou com mais posse de bola. O primeiro chute a gol foi com Caio Vidal, que recebeu na área em cruzamento da esquerda e finalizou na área, por cima do gol aos três minutos. Aos 11 minutos, Paolo Guerrero cobrou falta frontal ao gol do Caxias. A bola passou da barreira e carimbou a quina da trave do goleiro Marcelo Pitol.

O Inter dominava o meio de campo. Seguindo as orientações do novo treinador, o espanhol Miguel Ángel Ramírez, que fazia sua segunda partida no comandando do colorado desde a casamata, a equipe evitava os balões e girava a bola no meio de campo buscando espaços para o ataque. A equipe da casa tinha mais posse de bola mas não conseguia chances claras de gol na área.

Aos 24, Heitor arriscou um chute de fora após passe de Guerrero e o goleiro Marcelo Pitol defendeu. No minuto seguinte, Praxedes finalizou, mais uma vez de fora da área, por cima do gol. Aos 33, Patrick, do Inter, e Guilherme Mattis, do Caxias, discutiram após entrada dura do zagueiro da equipe Grená. Após alguns minutos de jogo parado, Patrick, do Inter e Eduardo Diniz, do time visitante, receberam cartão amarelo.

O caxias tinha dificuldades no ataque. O primeiro chute a gol da equipe Grená foi aos 43 minutos, de Mazola, após receber passe na entrada da área pela direita, limpar a jogada pro meio e chutar de canhota, rasteiro, para a defesa de Marcelo Lomba.

O primeiro tempo foi de superioridade colorada, mas terminou sem gols no Beira-Rio.

SEGUNDO TEMPO

O jogo recomeçou com o mesmo cenário do primeiro tempo: o Inter tocava a bola mas não conseguia boas chances de dentro da área.

O treinador colorado sacou Paolo Guerrero aos dez minutos para colocar Thiago Galhardo, e Patrick saiu para entrada do meia Maurício.

Aos 19, Edenílson entrou no lugar de Nonato, e Yuri Alberto substituiu Praxedes. As mudanças deram resultado: aos 23, Maurício lançou Edenílson na área, que chutou com categoria no alto do gol de Pitol para deixar o Inter na frente: 1-0.

O Caxias tentava o empate, e aos 29, chegou muito perto. Milla, que entrou aos 21 minutos, recebeu um belo passe na área do Inter pelo lado direito aos 31 e definiu para o gol, vencendo Lomba, mas o jogador do time da Serra estava um pouco à frente na hopra do passe e a arbitragem assinalou impedimento.

O Caxias insistia: aos 34, Giovane Gomez se adiantou a marcação de Heitor após lançamento pra área. O atacante se jogou e conseguiu cabecear em direção ao gol de Lomba, mas a bola saiu bem perto da trave direita.

Aos 41, Yuri Alberto perdeu uma grande chance. Sozinho na área, o jogador recebeu uma bola rasteira de Edenílson e chutou no travessão.

O Caxias ficou com um jogador a menos logo em seguida. Thiago Galhardo foi lançado na frente e iria aparecer cara a cara com Marcelo Pitol, mas na risca da grande área o zagueiro Guilherme Mattis puxou o jogador colorado para fazer falta. Como era o último homem da defesa, o atleta do Caxias foi expulso pelo árbitro Douglas Schwengber da Silva.

Aos 46, Giovane Gomez teve mais uma chance ao aproveitar um erro defensivo do Inter e soltar uma bomba na frente da área, mas Lomba defendeu o chute.

No apagar das luzes, o colorado marcou seu segundo gol. O time trocou passes na frente da área do Caxias, Maurício recebeu a bola de frente pro gol e deixou de lado para Thiago Galhardo desferir um belo chute de dentro da área e matar o jogo.

Com o resultado, o Inter assumiu de forma isolada a liderança do Gauchão. O colorado tem 13 pontos em seis jogos, contra 10 pontos do Grêmio, vice-líder com quatro partidas disputadas. Caxias, também com quatro jogos, e São Luiz, que já jogou cinco jogos, também tem dez pontos, e ficam na terceira e quarta posições, respectivamente.

Completando a classificação, Ypiranga, 7 pontos, Brasil-Pel, 7 pontos, Juventude, 6, Aimoré, 6, Pelotas, 6, e São José, com 4. Na zona de rebaixamento estão Esportivo, com 3 pontos, e Novo Hamburgo, com 2.

Na próxima rodada o Inter vai até o Bento Freitas, na Zona Sul do Estado, enfrentar o Brasil de Pelotas. A partida é sábado, 27, a partir das 20 horas. O Caxias volta a jogar no domingo, 28, no Estádio Centenário em Caxias, contra o São Luiz, em jogo marcado para as 20 horas.

FICHA TÉCNICA
GAUCHÃO 2021 – 6ª RODADA
INTERNACIONAL 2×0 CAXIAS


Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Data e horário: Quarta-feira, 24 de março, 22 horas
Árbitro: Douglas Schwengber da Silva
Assistentes: Mauricio Coelho Silva Penna e Claiton Timm
Quarto árbitro: David Baquini da Silva
Cartão amarelo: Patrick, Praxedes, Yuri Alberto, Heitor (Inter); Mazola, Eduardo Diniz, Matheuzinho (Caxias)
Cartão vermelho: Guilherme Mattis (Caxias)
Gols:
Edenílson, aos 23min/2ºT, Thiago Galhardo, aos 47min/2ºT

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Heitor (Rodinei), Zé Gabriel, Lucas Ribeiro e Léo Borges; Rodrigo Dourado, Bruno Praxedes (Yuri Alberto), Nonato (Edenílson); Caio Vidal, Patrick (Maurício) e Paolo Guerrero (T. Galhardo)
Técnico: Miguel Ángel Ramírez

CAXIAS: Marcelo Pitol; Eduardo Diniz (Tontini), Guilherme Mattis, Thiago Sales e Bruno Ré (Gleydson); Juliano, Marlon, Mazola (Milla), Diogo Oliveira (Matheuzinho) e Jhon Cley (Gustavo Ramos); Giovane Gomez
Técnico: Rafael Lacerda


MAIS LIDAS