Dica de leitura 28/06/2020 10h22

Ler faz muito bem: o encontro do Oriente com o Ocidente

O pesquisador inglês Peter Frankopan resgata a importância desse caminho, ao longo do qual surgiram cidades e impérios

Em tempos de quarentena, a Gazeta do Sul indica um livro por dia, propondo uma leitura instrutiva e aprazível, para viajar pelo mundo sem sair de casa.

Dica deste fim de semana:

O CORAÇÃO DO MUNDO: UMA NOVA HISTÓRIA UNIVERSAL A PARTIR DA ROTA DA SEDA: O ENCONTRO DO ORIENTE COM O OCIDENTE, de Peter Frankopan. Tradução de Luis Reyes Gil. São Paulo: Crítica, 2019. 688 p. R$ 90,00.

LEIA MAIS: Ler faz muito bem: a vida de uma cidade romana

A Rota da Seda, via de comércio que interligava a Europa com a China, foi canal de abastecimento e de trocas culturais por séculos, para não dizer milênios. O pesquisador inglês Peter Frankopan resgata a importância desse caminho, ao longo do qual surgiram cidades e impérios.

LEIA MAIS: Ler faz muito bem: para conhecer a origem de uma iguaria germânica

Cruzando por algumas das áreas mais perigosas e conflituadas do mundo, marcadas por interesses de poder e dinheiro, a rota, no entanto, simbolizava a troca, a integração e o conhecimento mútuo. Foi da Ásia que mercadores traziam sedas, especiarias e pedras preciosas, disputadas na Europa. Em outro sentido, a cultura ocidental foi sendo estendida por todo o Oriente

LEIA MAIS:
Ler faz muito bem: o universo dos clubes de leitura
Ler faz muito bem: o destino para além da Terra