Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Na tela

A verdade está lá fora

No ano passado decidi que eu ia assistir a uma série mais longa e de todos os clássicos da minha lista, Arquivo X acabou ganhando o meu coração. A produção, que teve início nos anos 90, foi uma das grandes precursoras de tantas séries policiais e de fantasia que fizeram sucesso nos anos posteriores. Com sua abertura marcante e temáticas misteriosas, a série alçou Gillian Anderson e David Duchovny ao estrelato, ganhando muitos prêmios em suas nove temporadas originais. Até um revival foi feito com duas temporadas entre 2017 e 2018. Eu nunca havia assistido aos episódios, afinal era só uma criança quando eles foram ao ar, mas estava morrendo de curiosidade.

De cara, o que me espantou foi a estrutura narrativa: cada episódio de 40 minutos era uma história completa e complexa, cheia de subtemas. Cada episódio era denso e demandava atenção do espectador. Arquivo X, claro, é um remanescente da era pré-streaming, em que os autores deviam saciar a curiosidade por uma semana inteira, até o próximo capítulo ir ao ar. Também foi bacana acompanhar as participações de vários atores que ficaram conhecidos nos anos seguintes. Outra surpresa foi a personagem de Gillian, Dana Scully, que, como agente do FBI, médica e cientista, foi uma referência para muitas mulheres que ingressaram nessas áreas, no que ficou conhecido como o Efeito Scully.

Fato é que muitas das séries que eu já havia assistido, como Supernatural, Lucifer, Grimm, Sleepy Hollow, Constantine e tantas outras, beberam dessa fonte, não só no formato investigação com elementos sobrenaturais, mas também nas estruturas narrativas e temáticas. Não foram poucos os episódios de Arquivo X em que eu percebi histórias e contextos imitados mais tarde por outros programas. Inegavelmente há episódios mais fortes que outros, e a série teve problemas em sua continuidade, como as ausências de Fox Mulder em algumas temporadas, mas de maneira geral fiquei feliz ao descobrir que Arquivo X envelheceu muito bem.

Felizmente a cultura do streaming está permitindo um resgate de várias dessas produções e a chance, para quem ainda não viu, de conhecer essa história. Atualmente a série está disponível na Net Now, no Globoplay e na FoxPlay, e eu recomendo fortemente que você dê uma chance a ela.

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.