Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

INOVA/RS

ACI promove encontro entre empresários e secretário estadual de Inovação

Andreia Valim, Alsones Balestrim, Everaldo Daronco e Cesar Cechinato | Foto: ACI

 
No final da manhã de terça-feira, 17, o secretário estadual de Inovação, Ciência e Tecnologia do RS, Alsones Balestrim, e o diretor de Ambientes de Inovação da Secretaria, Everaldo Luís Daronco, reuniram-se com empresários e diretores da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Santa Cruz do Sul, gestores do Inova dos Vales, além de ativistas da inovação e do empreendedorismo. O encontro ocorreu na sede da entidade e integrou a agenda do secretário na região dos Vales do Taquari e Rio Pardo do Programa Inova/RS. 

A vice-reitora da Universidade de Santa Cruz (Unisc) e coordenadora do Programa Inova RS na Região dos Vales, Andreia Valim, esteve à frente da reunião que contou com a presença de coordenadores de projetos que, ao final do evento, fizeram rodada de apresentações. O objetivo foi compartilhar com a quarta hélice da inovação (as outras três são o poder público, as organizações não governamentais e a sociedade civil organizada), o setor empresarial, os resultados práticos que projetos implementados na região do Vales estão obtendo, e promover a aproximação das necessidades do mercado com as atividades de pesquisa e inovação desenvolvidas pelas universidades.

LEIA TAMBÉM: Nova diretoria da ACI de Santa Cruz toma posse

Em sua fala, na abertura do encontro, o secretário Alsones Balestrim frisou a importância da inovação para o desenvolvimento do Estado, e de criar políticas públicas que favoreçam essa interação com o mercado, citando como exemplo o desempenho das startups gaúchas no evento internacional South Summit, realizado em Porto Alegre, em abril. “A tecnologia acelerou tudo, menos a formação do profissional, formar um talento como nas décadas passadas, continua demandando tempo”, observou. Lembrou ainda que o Rio Grande do Sul em particular é um grande exportador de talentos e, ao mesmo tempo, um importador de tecnologia. “Com ações como Inova e seus projetos estamos nos preparando para o grande desafio de criar condições para que esses talentos fiquem no Estado e no Brasil e desenvolvam aqui a suas empresas”.
  
Como coordenadora do Programa Inova na região, Andreia Valim, lembrou que visão de futuro da região até 2030 é ser referência nacional em inovação por meio de uma estratégia de especialização inteligente em biotecnologia e automação nos setores agroalimentar, saúde e serviços. “A ideia é abrir novas oportunidades para cadeias adjacentes e buscar um constate desenvolvimento sustentável”, frisou.

LEIA TAMBÉM: ACI apresenta a Câmara de Arbitragem ao Poder Legislativo
  
Para o diretor de Ambientes de Inovação da Secretaria Everaldo, Luís Daronco, todos os programas do Inova são complementares e auxiliam nesse projeto maior e estruturante da inovação que integra as várias regiões e culturas no estado. “A inovação é de fato o grande motor do desenvolvimento do rio Grande do Sul”, enfatiza. Para o presidente da ACI, Cesar Cechinato, o que vem sendo feito nos últimos anos por meio do programa Inova representa um divisor de águas para aceleração da inovação do Rio Grande Sul. “Esperamos que para os próximos 40 ou 50 anos esse processo tenha continuidade e assim possamos ativar o empreendedorismo e continuar criando um ambiente propícios para o desenvolvimento dos talentos locais”. 

Projetos

Ao final, os coordenadores de projetos apresentaram os programas que já estão em andamentos no Inova + Vales: no setor da Saúde – o Automação Hospitalar que visa desenvolver um dispositivo que auxilie na transferência de pessoas com dificuldades sensório-motoras; e o Arbovirose que busca desenvolver uma metodologia piloto para o monitoramento on-line de arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti.

No setor de Agroalimentar: a plataforma Agro dos Vales que busca desenvolver uma plataforma on-line de informações sobre plantas Bioativas; o Hortifruti que trata de desenvolver novos produtos oriundo de reaproveitamento de resíduos de hortifrútis a serem adicionados em alimentos a partir de processo biotecnológico; e o Biofábrica, que busca desenvolver tecnologias para produção de agentes biológicos no controle de pragas e produção de larvas/biofertilizantes destinada à cadeia bioalimentar, além do Living Vales – ambiente para promoção, qualificação e desenvolvimento de projetos em gestão estratégica de dados na região dos Vales.

LEIA TAMBÉM: Inova+Vales começa a construção de plataforma digital

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!


 
 

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.