Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Santa Cruz do Sul

ACI será parceira do Rotary em campanha para erradicar a poliomielite

Pequenos gestos podem literalmente mudar realidades. Há trinta anos o Rotary Internacional lançou uma campanha para erradicar a Poliomielite no mundo.  Naquela época havia 350 mil casos/ano da doença, em torno de mil casos por dia, registrados em vários países, inclusive no Brasil. A poliomielite é uma doença viral que pode afetar os nervos e levar à paralisia parcial ou total. Apesar de também ser chamada de paralisia infantil, pode atingir tanto crianças quanto adultos.

Hoje, graças à vacinação das crianças – custeada em grande parte pelos recursos arrecadados pelo Rotary – o cenário da doença melhorou radicalmente. O número de casos em todo o mundo caiu 99% desde 1988, passando de 350 mil para 406 notificados em 2013, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em 2015, este número caiu para 50 casos. No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, a última ocorrência de poliomielite registrada aconteceu em 1989. Atualmente, a cobertura vacinal brasileira contra pólio é acima dos 95% – considerada um exemplo para o restante do mundo.

A poliomielite foi praticamente erradicada em países industrializados, mas o vírus causador, no entanto, ainda pode ser encontrado em países da África e da Ásia. Para continuar mudando essa realidade, a campanha permanece ativa. Em 24 de outubro, foi comemorado o Dia Mundial de Combate à Poliomielite.

PARCERIA – A Associação Comercial e Industrial (ACI) de Santa Cruz do Sul é a mais nova parceira do Rotary Internacional nesta campanha. Na manhã da terça-feira, 27, a coordenadora do Rotary para os países de língua portuguesa, Claudete Sulzbacher, visitou a entidade para formalizar à adesão da ACI.  Ela foi recebida pelo vice-presidente, Lucas Rubinger, que ressaltou a intenção da entidade em colaborar. “Trata-se de uma iniciativa de grande alcance social e humanitário que merece nosso total apoio, bem como de todas as pessoas interessadas em colaborar com essa causa”, salientou.

A campanha “End Polio Now” tem como símbolo uma gotinha, da vacina, e recebeu o suporte de um novo projeto, cuja ideia surgiu na Austrália, em dezembro de 2013, quando um rotariano da Inglaterra e uma rotariana da Australia decidiram doar o dinheiro do seu lanche para as ações de erradicação da pólio no mundo, promovidas pelo Rotary. O mote principal é mostrar que todos podem colaborar e que pequenas ações fazem uma grande diferença.

A santa-cruzense Claudete Sulzbacher foi a pioneira no desenvolvimento desta campanha no Brasil, que tem como slogan A maior refeição do mundo para acabar com a poliomielite. “Nosso país está em primeiro lugar em número de eventos realizados e de pessoas envolvidas, e em quarto lugar em valores arrecadados”, comemora a coordenadora. Agora, o cofrinho da “End Polio Now” vai circular em todos os eventos da ACI e as doações arrecadadas serão repassadas para o programa Polio Plus, da Fundação Rotária, responsável pela destinação dos recursos para as ações nesta área em cada país. Os eventos que atingirem até 10 dólares de arrecadação serão fotografados e as imagens publicadas em um grande painel virtual do Rotary Internacional, vindo a fazer parte do mapa da solidariedade pelo fim da pólio. 

Pessoas e empresas interessadas em fazer parte desta campanha podem entrar em contato com a coordenadora do Rotary pelo e-mail [email protected] ou acessar a página no face www.facebook.com/wgm.brasil

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.