Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

DICA DO ROMAR

Afinal, quem hoje manda na economia global?

Já no título um livro que acaba de chegar às livrarias é provocativo. A China venceu? (assim, com ponto de interrogação) é de autoria de um renomado estudioso, que desenvolveu em paralelo carreira acadêmica e diplomática, Kishore Mahbubani, natural de Singapura. A obra foi lançada pela Intrínseca, com 368 páginas, a R$ 54,90.

Com sua bagagem de 33 anos na diplomacia, tendo sido embaixador na ONU, e professor especializado em política e comércio internacional, Mahbubani analisa com minúcia a relação entre as duas maiores forças e economias contemporâneas, os Estados Unidos e a China. E ele lembra que é impossível, e talvez inclusive inviável, contraproducente a qualquer nação, ignorar que os chineses, em seu avanço como fornecedores ou como clientes no mundo todo, hoje são atores protagonistas.

Uma constatação decorre da comparação entre o ritmo de incremento regular das duas maiores economias, com a China sinalizando índices sempre maiores. Para o autor, e considerando os variados fatores determinantes na socioeconomia, no comércio e na capacidade de investimentos dentro e fora do país, na avaliação de Mahbubani é “inescapável”, termo que emprega, que a China se tornará, em breve, a maior economia. Para o autor, não se trata de hipótese, mas de fato que será incontornável.

Como e em que medida isso mexerá com a autoestima dos norte-americanos, e como as demais nações se posicionarão, inclusive por suas relações comerciais com os dois países, essa tende a ser a pedra de toque para as gerações futuras.

LEIA OUTRAS COLUNAS DE ROMAR BELING

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.