Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

LITERATURA

Atelophobia: Paola Severo retrata próprias vivências em segundo livro de poesia

Foto: Rafaelly Machado

A autora com seu lançamento, Atelophobia: obra também reflete vivências pessoais

A jornalista, escritora e poeta Paola Severo lançou na tarde de sábado, 22, seu novo livro de poesia, o Atelophobia. O evento ocorreu entre as 15 e 18 horas na loja Pisar Bem, ao lado do Shopping Germânia. Em virtude da pandemia, a sessão de autógrafos e a recepção aos convidados respeitaram todos os protocolos de distanciamento e higiene, assim como o coquetel, que foi embalado para que as pessoas pudessem retirar e levar para casa, evitando aglomerações.

A escritora revela que o livro não possui um tema, contando com poemas diversos. Apesar disso, a palavra “atelofobia” significa o medo de não ser bom o bastante, assunto que inspirou a obra. “Vários poemas falam sobre isso, alguns são sobre relacionamentos, uns mais felizes e outros mais tristes. Eles retratam muito as vivências e experiências pelas quais eu passei”, diz Paola.

LEIA MAIS: Paola Severo lança o livro de poesias Atelophobia

Sessão de autógrafos foi neste sábado | Foto: Rafaelly Machado

Publicado com o selo da Editora Gazeta, Atelophobia foi viabilizado com recursos da Lei 14.017/2020 (Lei Aldir Blanc), com apoio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e do governo federal. O exemplar, com 92 páginas, pode ser adquirido por R$ 25,00 em livrarias da cidade ou com a própria autora, pelo WhatsApp (51) 99750 2527 ou pelo Instagram @paola.severo.71. Essa é a segunda obra de Paola Severo, que estreou na literatura em 2019 com Melodia Perversa, também pela Editora Gazeta.

LEIA MAIS: Escritora santa-cruzense lança primeiro livro nesta sexta

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.