Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

CRIMINALIDADE

ÁUDIO: empresária de Vera Cruz é alvo do “golpe da facção”

Mesmo com o recente desdobramento de uma operação mirando o chamado “Golpe da Facção”, os estelionatários não param. Dessa vez, o alvo dos criminosos foi uma empresária de Vera Cruz.

Na noite dessa quinta-feira, 4, ela recebeu áudios via WhatsApp de um homem se identificando como “Serginho”. Ele a chama pelo nome, diz ser um dos líderes da facção Bala na Cara e ameaça a vítima ao afirmar ter conhecimento de que ela estaria denunciando traficantes na comunidade.

“A informação é que você anda trabalhando com a brigada, aí junto com os brigadiano, apontando aí, denunciando o nosso tráfico de droga aí na localidade na região, não só atrapalhando o meu lado como todos os lados aí de nossa facção criminosa” (sic), diz o estelionatário.

LEIA MAIS: Em operação, Polícia Civil mira autores do chamado “Golpe da Facção”

Ao fim do áudio, o criminoso faz ameaças, dizendo já ter conhecimento da localização da mulher, foto dela e de familiares. “Tem ordem de execução para todos. Entre em contato imediatamente. Não pense só em tu, pense na tua família” (sic), disse em outros trechos do áudio. “Quem não deve, não teme.”

Ouça o áudio enviado à vítima:

O crime

O delito ficou conhecido, popularmente, como “Golpe da Facção”. Em Santa Cruz do Sul, Rio Pardo e Venâncio Aires, foram vários registros de abordagens de supostos criminosos. Para a Polícia Civil, os áudios enviados, apesar de assustarem as vítimas, não passam de fraudes já conhecidas no meio policial. Estelionatários vêm usando o nome das organizações criminosas para extorquir e lucrar impondo medo aos lojistas. 

LEIA MAIS: ÁUDIO: empresários da região são alvos do “golpe da facção”

No dia 29 de julho, uma operação para combater o crime foi deflagrada em casas prisionais gaúchas, onde está a maior parte do grupo criminoso. A investigação da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) implicou na identificação de dez pessoas relacionadas à extorsão. Alguns, possivelmente, figurando como “laranjas” e recebendo nas contas bancárias os valores oriundos do delito, mediante contrapartida em dinheiro.

LEIA MAIS SOBRE POLÍCIA

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.