Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Em tempo de coronavírus

Com a gaita, Pedro traz um pouco de ânimo em dias tensos

Foto: Romar Beling

As ruas de Santa Cruz do Sul amanheceram com pouco movimento nessa sexta-feira, 20, em atendimento às determinações de resguardo domiciliar. Mas, no meio da manhã, moradores da área central e público que ainda circulava, em virtude de demandas diversas, foram surpreendidos pelo som de um acordeon. Ou seja, uma rotina seguia mantida: o gaiteiro Pedro Muniz lá estava, instalado em uma banqueta junto à parede da Casa das Artes Regina Simonis, na Rua Marechal Floriano, brindando os transeuntes e os motoristas com melodias campeiras e tradicionalistas.

É o que ele costuma fazer quase que diariamente, como figura pitoresca e popular na rotina urbana. Eram raras as pessoas que poderiam passar e deixar algum trocado em sua caixa de gorjetas ou no boné colocado no piso da calçada, mas nem por isso Pedro deixou de animar um pouco o Centro em tempos tão tensos.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.