Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

TRANSFORMAÇÕES

Comércio se reinventa e aposta na retomada dos negócios

Foto: Alencar da Rosa

Movimento nas ruas alimenta a expectativa de recuperação do desempenho do setor

A incerteza que tomou conta do comércio – e de outros setores da economia – há pouco mais de um ano, gradativamente vem dando lugar à esperança. Ainda que precisem respeitar os protocolos relacionados ao distanciamento e limitação de público, os lojistas já vislumbram a retomada.

Entre os motivos para isso estão o avanço na vacinação contra a Covid-19 e todos os ajustes realizados desde o início da pandemia. “Foi preciso se reinventar em diferentes aspectos. Infelizmente muitos não conseguiram superar tantos desafios, mas temos que ter esperança”, afirma o presidente do Sindilojas Vale do Rio Pardo, Mauro Spode. Na análise do dirigente, entre as transformações recentes, uma delas está diretamente relacionada ao emprego da tecnologia no cotidiano dos lojistas e empresários de um modo geral. Quando as lojas fecharam, foram os aplicativos e meios digitais que permitiram alcançar os clientes. “Era algo que vinha ocorrendo, mas que se intensificou. Os canais tradicionais de comunicação são e continuam sendo importantes, mas foi necessário contar com os novos recursos”, observa. A inversão do processo de venda, que “levou” o produto até o cliente onde ele estivesse, na análise de Spode, é algo que veio para ficar. Mas o formato presencial ainda é o mais forte, ressalta.

Outro aspecto que vem sendo trabalhado neste cenário é a busca por soluções coletivas. “As entidades, de um modo geral, estão procurando oferecer mais serviços aos associados. Sabemos que ainda precisamos avançar e um dos aspectos a destacar está relacionado à importância do associativismo. Muitos dos problemas enfrentados no dia a dia não são únicos e podem ser resolvidos em conjunto”, complementa.

LEIA TAMBÉM: Santa Cruz torna-se a sexta maior economia do Rio Grande do Sul

E para isso, novos serviços, cursos, treinamentos e planejamento de ações fazem parte das estratégias que visam estimular o comércio de Santa Cruz do Sul, Vera Cruz, Venâncio Aires, Mato Leitão, Herveiras, Gramado Xavier, Vale do Sol e Sinimbu, que integram a base territorial do Sindilojas VRP. Uma das iniciativas com este propósito é a campanha “Comprar aqui faz bem”, que visa valorizar o comércio e a figura do comerciante.

Segurança e praticidade com a certificação digital
São quase duas décadas desde a publicação da medida provisória que instituiu a certificação digital para pessoas e empresas no Brasil. Se no início representava um desafio, seja por falta de conhecimento acerca da novidade, seja por limitações tecnológicas, hoje o recurso está incorporado ao dia a dia de muita gente.

Em tempos de alta nos crimes cibernéticos e busca pela eficiência, o uso do certificado digital é sinônimo de segurança e praticidade especialmente no mundo dos negócios. Conhecido como o RG eletrônico de uma empresa ou pessoa física, o sistema permite a realização de operações como assinaturas de contratos, acompanhamento de processos, declarações de Imposto de Renda, emissão de documentos e registros contábeis.

LEIA TAMBÉM: Consumo em Santa Cruz do Sul vai crescer 4,4% neste ano

“O certificado digital funciona como uma carteira de identificação virtual e também permite assinar documentos a distância com o mesmo valor jurídico da assinatura feita de próprio punho”, explica Juares Vanderlei Siegert, da Reset Informática. O empresário, que atua na área desde 2001, quando a certificação digital foi criada, destaca que ela se baseia em criptografia e algoritmos para a troca de informações de forma segura.

Hoje, quase todas as empresas precisam ter certificado digital para se relacionar com órgãos públicos. Até no próprio serviço público algumas atividades só podem ser feitas com o uso desse recurso. “Embora não seja obrigatório para empresa que tem até um empregado e optou pelo regime tributário Simples Nacional; para micro-empreendedor individual (MEI) e também para pessoa física, o certificado digital pode substituir documentos em papel e assinatura de próprio punho, desburocratizando e agilizando processos de forma segura”, diz.

LEIA TAMBÉM: Venâncio e Santa Cruz lideram a geração de emprego no país em 2020

BENEFÍCIOS
Representando um caminho sem volta, especialmente para os empreendedores, a certificação digital é considerada um dos maiores avanços dos últimos tempos. As sócias Danieli Machado Franken e Andressa Madeira da Silva, da Império do Jeans, comprovaram isso na prática. Desde que inauguraram a loja há um ano e oito meses, elas utilizam os sistemas digitais para as operações do dia dia.

Todas as operações, como emissão de notas fiscais, assinatura de documentos e envio das informações necessárias para o setor contábil, que fica em Minas Gerais, são realizadas neste formato. “Tudo isso traz agilidade e torna nosso dia a dia mais prático e seguro, especialmente quando tem movimento de clientes”, exemplifica Danieli.

Além dos benefícios ligados às áreas fiscal e jurídica, a digitalização anda no caminho da sustentabilidade e conveniência. Como tudo é feito de modo eletrônico, ganha-se tempo, pois não é mais preciso utilizar impressões físicas ou se deslocar a cartórios para emissão de documentos. Para o empresário Eduardo Heuser, da Auto Nível, estes são aspectos que contribuem para os negócios de um modo geral. “Não consigo mais imaginar o dia a dia das nossas atividades de outro modo”, afirma ele, que atua no mercado automotivo.

LEIA TAMBÉM: Ministro da Economia afirma que o PIB brasileiro deve crescer 5% ou 5,5% em 2021

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.