Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Futurismo & inovação

Como planejar em tempos de incerteza

A incerteza é a única certeza do momento. Podemos planejar de forma diferente e usar a incerteza como vantagem estratégica. Na verdade, o mundo nunca ofereceu garantias ou certezas, apenas um pouco mais de estabilidade.
Nesta época, empresas começam a trabalhar no planejamento estratégico do ano que vem. Muitos executivos acreditam que planejar com foco no longo prazo em tempos tão instáveis é inútil. Outros acreditam que planejar da forma tradicional é o suficiente, ou então que definir objetivos e ações garantem uma jornada de sucesso.

Estatísticas mostram que não planejar é o pior caminho a ser escolhido, porque há um gasto de energia e de recursos muito maior do que o necessário. No mundo phygital, exponencial e disruptivo, a prospectiva estratégica traz um novo oxigênio para o planejamento empresarial. Criada por Michel Godet em 1993, a metodologia oferece uma bela oportunidade de criação de estratégias plurais, visões de impacto e caminhos alternativos para empresas e instituições.

A base do trabalho de estratégia prospectiva passa por um vasto debate, com mapeamento de sinais de mudança, que consideram pilares essenciais como cultura, sociedade, governo, educação, meio ambiente, política e tecnologia, e um caminho progressivo para o design da estratégia de antecipação, com ameaças claras, oportunidades de curto prazo, disrupções prováveis, cenários e etapas claras do planejamento do presente para o futuro desejado. O futuro não é acaso e começa com as decisões que tomamos hoje.

Inovar é essencial, mas não suficiente para influenciar o mercado nos próximos anos. Não ter visão clara de longo prazo pode tornar a inovação um evento esquizofrênico e cansativo e gerar perda para as empresas já em 2022. Empresas que usam a prospectiva, ou foresight estratégico, minha especialidade, crescem 200% a mais que as que não usam e tem 33% a mais de lucratividade.

Definir a identidade e a visão de longo prazo é o ponto de partida para um planejamento moderno e robusto, com objetivos que gerem impacto social, deem sentido à jornada, engajem colaboradores, fornecedores e clientes em torno de uma causa maior. Visões poderosas de futuro são resultado de um caminho de investigação, de projeções e de um olhar completamente novo: um plano que vem do futuro até o presente. Planejamos de lá para hoje, essa é a grande diferença.

Enquanto o planejamento tradicional considera dados estáticos, a prospectiva considera o movimento constante e diferentes possibilidades. Enquanto o planejamento tradicional considera um caminho lógico, a prospectiva equilibra horizontes móveis de curto, médio e longo prazo e usa a incerteza como oportunidade para se antecipar em um mercado que ainda não existe. Quem sai na frente tem inúmeras vantagens e influencia seu segmento.

A incerteza pode tornar-se a mola mestra do processo de tomada de decisão e o futuro pode ser antecipado. Este é um modelo apenas para empresas e profissionais que desejam andar à frente do seu tempo.

LEIA MAIS COLUNAS DE JAQUELINE WEIGEL

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.