Santa Cruz 22/11/2019 10h12

Manifestantes fecham a CRE em protesto contra a reforma estrutural do governo

Cerca de 120 pessoas participam do ato na manhã desta sexta

Desde as 6 horas desta sexta-feira, 22, cerca de 120 manifestantes estão em frente à 6ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) em protesto contra a reforma estrutural proposta pelo Governo do Estado. O prédio foi fechado com cadeados, impedindo a entrada dos funcionários, e deve seguir assim até o fim do dia.

Conforme um dos integrantes da diretoria do Cpers, Elbe Belardinelli, o movimento ocorre em todas as coordenadorias do Estado. “Queremos mostrar não só para o governo, mas para todo o Estado, a força do nosso movimento e que a greve está aumentando.” O ato é pacífico. “Passamos correntes para dizermos ao nosso governador que esse pacote de maldades não é só com os professores, mas é um ataque à educação e aos trabalhadores do Estado”, complementou.

A ideia do grupo é que o pacote seja retirado. “Nosso movimento só cresce e recebemos o apoio da comunidade. Queremos que o nosso governador tenha o mínimo de sensibilidade e retire o projeto para podermos finalizar o ano”, acrescentou.

Já o coordenador da CRE de Santa Cruz, Luiz Ricardo Pinho de Moura, se diz bastante preocupado. “Chegamos para trabalhar e estava tudo cadeado. Todo o cidadão tem o direito de ir e vir e o que vinha sendo construído com o comando de greve era tudo com muito diálogo e responsabilidade. Ainda, com muito respeito ao cidadão que quisesse trabalhar ou com aquele que quisesse aderir ao movimento. Na coordenadoria, todos os funcionários estão trabalhando, mas hoje isso não foi possível”, falou.

LEIA MAIS: Adesão à greve nas escolas chega a 80% no Vale do Rio Pardo