Venâncio Aires 29/03/2021 08h35

Trio que assaltou residência planejou crime na noite anterior, em uma casa noturna

Polícia ainda concluiu que homem que morreu em acidente após o roubo, participou do assalto

O trabalho em conjunto das polícias militar e civil resultou na prisão de dois assaltantes na manhã de sábado, 27, em Venâncio Aires. Chamado por volta das 7h30 para atender um acidente nas imediações da praça de pedágio que fica no quilômetro 85 da RSC-287, o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM) de Santa Cruz do Sul se deparou com Fiesta Sedan, cor prata, capotado.

Dentro do automóvel, que tinha placas de Venâncio Aires, estavam itens como televisão, micro-ondas, motosserra, aspirador de pó, secador de cabelo e uma chapinha. No banco do motorista, estava um homem já sem vida. Ele foi identificado como João Carlos Lopes, de 38 anos, morador de Venâncio Aires, e possuía antecedentes por lesão corporal, ameaça e violência doméstica.

LEIA MAIS: Homem morre em capotamento de veículo envolvido em crime na RSC-287

Quase ao mesmo tempo, equipes do setor de Inteligência e o policiamento da BM, além da Polícia Civil de Venâncio Aires, atendiam outra ocorrência. Uma residência de Linha Tangerinas, interior do município, havia sido alvo de um trio de assaltantes por volta das 7h15. Segundo o registro, uma mulher, de 51 anos, foi chamada por um vizinho, que pediu uma motosserra emprestada.

Ao abrir a porta, ela se deparou com o vizinho e outros dois indivíduos encapuzados, que anunciaram o assalto. O conhecido da mulher dizia que havia sido sequestrado e ficou deitado durante a ação. A moradora levou socos e tapas no rosto, além de puxões de cabelo. Após roubar diversos objetos, a dupla saiu levando o homem que havia sido rendido.

As características dos indivíduos e quais itens haviam sido roubados foram repassados aos policiais. Ao vasculhar o carro acidentado, eles identificaram que os objetos eram os mesmos roubados minutos antes em Tangerinas. E que Lopes era o conhecido da vítima.

Crime planejado
Até o momento da prisão da dupla, não se sabia se João Carlos Lopes de fato era um participante do assalto. No entanto, os policiais buscaram informações para confirmar a suspeita. O CRBM entrou em contato com a proprietária do veículo, que revelou ser a esposa do homem de 38 anos. Aos PMs, ela disse que seu marido João Carlos Lopes havia saído de carro na sexta-feira à tarde e não retornado mais, sem saber o seu destino certo.

LEIA TAMBÉM: Corpo de mulher é encontrado enrolado em lona em Linha Isabel

Em rápida investigação da Polícia Civil, também descobriu-se que ele e a dupla presa estiveram em uma casa noturna na noite de sexta-feira, às margens da RSC287, em Venâncio Aires, para planejar as ações do assalto na manhã seguinte. “Fomos ligando os pontos. Apuramos esse fato, de que os três foram juntos a uma boate na noite anterior, o que nos leva a crer que ele não estava rendido pela dupla, mas sim planejou o crime junto dos outros durante a madrugada. Ele, inclusive, conhecia a senhora que foi vítima. Temos bem esclarecido que ele tinha essa participação”, comentou o delegado titular da DPPA de Venâncio Aires, Vinícius Lourenço de Assunção.

Segundo o delegado, os assaltantes revelaram informalmente que cometeram o assalto, mas que foram orientados pelo homem que morreu. Os itens roubados foram restituídos à proprietária e os dois homens presos foram encaminhados à Penitenciária Estadual de Venâncio Aires (Peva). Parte do trabalho dos investigadores a partir de agora será analisar as circunstâncias do crime e as possíveis semelhanças com uma outra ocorrência recente, também em Linha Tangerinas.

No último dia 2 de março, 66 fardos de tabaco, totalizando 300 arrobas, avaliados em R$ 52 mil, foram roubados por assaltantes armados e encapuzados, em uma residência que fica a dois quilômetros de onde ocorreu o roubo nesse sábado. A Polícia Civil não descarta que possa haver um vínculo entre os fatos. “Pode ter alguma conexão com aquele outro crime, e há possibilidade de um dos presos nesse sábado estar envolvido neste outro roubo em Linha Tangerinas. Mas não como mentor, e sim ter apoiado”, finalizou Assunção.

LEIA TAMBÉM: Acidente envolve carro e caminhão na RSC-287 em Venâncio Aires

Assaltantes capturados
A partir do relato de testemunhas que disseram ter visto uma dupla correndo em uma estrada próxima, os policiais entraram em ação. Um cerco foi montado em busca dos assaltantes.

Após receber informações do setor de Inteligência e policiamento urbano da BM de Venâncio Aires, de que dois homens haviam pego uma carona na carroceria de um caminhão, um policial lotado no pelotão rodoviário de Taquari localizou a dupla às 10h25. Eles estavam caminhando na estrada vicinal, próximo do entroncamento entre as linhas Tangerinas e Arlindo.

Os dois homens, com idade de 20 e 39 anos, foram abordados. O jovem possui antecedentes desde 2019 por roubo a residência, lesão corporal e tráfico de drogas. Já o mais velho possui ficha policial, com ocorrências desde 2001 por furtos, roubos a estabelecimentos comerciais, posse de entorpecentes, receptação, desacato e desobediência. Os nomes não foram revelados.

Ambos estavam machucados e sujos em razão do acidente de horas antes. Com a dupla, foram encontrados os itens pequenos, que haviam sido roubados em Linha Tangerinas, como celulares, joias e cerca de R$ 400,00. Eles foram presos em flagrante e encaminhados à delegacia.

» Leia mais reportagens da área policial