CÂMARA DE SANTA CRUZ 30/09/2020 19h01 Atualizado às 22h05

Negado recurso para anular cassação de Elo Schneiders

Defesa reconhece que decisão torna praticamente impossível a candidatura do ex-vereador

Por unanimidade, a 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça negou recurso apresentado pelo ex-vereador de Santa Cruz Elo Schneiders (PSD) para tentar anular o processo que levou à cassação do seu mandato no fim de maio. Com isso, torna-se quase nula a possibilidade de Schneiders concorrer nas eleições deste ano.

Schneiders teve a perda de mandato declarada pela Câmara após ser apontado na Operação Feudalismo, do Ministério Público, por supostamente exigir parcelas de salários de três ex-servidores e comandar um esquema de serviços informais na Secretaria Municipal de Agricultura. Com a condenação, ele ficou inelegível por oito anos pela Lei da Ficha Limpa. A defesa, porém, alega que o processo possui irregularidades.


LEIA MAIS: Julgamento de Elo Schneiders será concluído nesta quarta

A decisão da 4ª Câmara saiu em sessão virtual nesta quarta-feira, 30. O relator foi o desembargador Vinicius Amaro da Silveira. À Gazeta do Sul, o advogado de Schneiders, Marcos Morsch, disse que ainda não teve acesso ao teor da decisão e que haverá recurso ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília. Ele admitiu, porém, que a candidatura fica “praticamente impossível”. “Em tese o STJ poderia conceder uma liminar, mas os prazos praticamente inviabilizam que se consiga a tempo de registrar uma candidatura”, observou.

LEIA MAIS: Veja como foi a sessão que discutiu a cassação de Elo Schneiders