ECONOMIA 16/03/2021 23h59 Atualizado às 07h25

Comércio não essencial pode reabrir a partir de segunda-feira no Estado

Cogestão também volta na próxima semana. Veja regras que devem vigorar

Em reunião virtual realizada nesta terça-feira, 16, com lideranças empresariais, deputados estaduais e secretários de Estado, o governador Eduardo Leite anunciou a volta do sistema de cogestão a partir da próxima segunda-feira, 22, o que possibilita aos municípios adotarem medidas mais flexíveis do que o previsto na bandeira preta.

Leite também revelou, no encontro, que o comércio considerado não essencial poderá retomar suas atividades já na próxima semana, de segunda a sexta-feira, até as 20 horas. Restaurantes, bares e lanchonetes poderão atuar sem restrição de dias, mas somente até as 17 horas.


A informação acerca da reabertura do comércio na próxima segunda não havia sido confirmada pelo governo do Estado até a noite desta terça-feira, 16. Contudo, foi divulgada pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS), que participou da reunião virtual com Leite.

LEIA MAIS: Mais da metade dos empresários de Santa Cruz do Sul não descarta fechamento, aponta pesquisa

“Diante do cenário que o setor produtivo gaúcho vive atualmente, consideramos positivas as medidas anunciadas pelo governador. Especialmente o retorno do sistema da cogestão regional. Acreditamos que elas contemplem, ainda que de forma parcial, o clamor dos lojistas e dos demais segmentos econômicos do Rio Grande do Sul. Com a retomada das atividades, é possível que a economia ganhe um novo fôlego e que milhares de empresas e empregos sejam mantidos”, afirmou em nota o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch. 

O presidente da Assembleia Legislativa, Gabriel Souza (MDB), também confirmou a notícia. “As empresas que estavam sem poder trabalhar nas últimas semanas poderão retomar suas atividades na próxima segunda-feira. Isso é importante para que protejamos o setor econômico do Estado, ao mesmo tempo em que adotaremos protocolos rígidos nas obrigações sanitárias”, disse.  

Na reunião também foram comunicadas ações de mitigação da crise econômica que as empresas gaúchas enfrentam devido à pandemia, com a disponibilização de recursos do BRDE, Badesul e Banrisul.

As novas regras*

  • O comércio não essencial poderá abrir somente de segunda a sexta-feira, até as 20 horas, com entrada de clientes até as 19 horas.
  • Restaurantes, bares e lanchonetes poderão abrir sem restrição de dias, até as 17 horas, com entrada de clientes até as 16 horas.
  • Hotéis e alojamentos poderão operar com lotação máxima de 50% com Selo Turismo Responsável e 30% sem Selo Turismo Responsável.
  • Deve ser mantida a ventilação cruzada (janelas e portas abertas) ou sistema de renovação de ar.

* Conforme versão preliminar. Adequações nos protocolos para demais atividades continuam sob análise.

LEIA MAIS: Para Guedes, número de vagas formais criadas em janeiro indica a retomada da economia brasileira


MAIS LIDAS