Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

MARCOS RIVELINO

Dramático

No desespero, o Grêmio caminha firme para o abismo do rebaixamento. Na derrota para o Santos, foram requintes de crueldade: gol validado pelo VAR nos acréscimos, expulsão de Rafinha após o jogo, goleiro Brenno chorando e, por fim, a demissão do Felipão. São graves sintomas de um time e clube perdidos, desorientados e sem perspectivas. A cada rodada, o Grêmio se afunda em seus próprios problemas. O Grêmio é a prova de que não basta só dinheiro para a obtenção do resultado. Competência, organização e planejamento são necessários também.

Curto prazo

Ainda vejo possibilidades para o Tricolor sair desta situação. Reconheço que não será fácil, mas é preciso acreditar. Deixar de ser cauteloso, conservador, como foi com Felipão, e tentar ser o mais agressivo possível. A velha fórmula de jogar por uma bola não deu certo e não há mais tempo para isso. Sei que falta qualidade ao time, mas entendo que pode jogar melhor, de outra forma. Se conseguir seis pontos contra Fortaleza, Juventude e Atlético-GO, a reação se confirma.

Vaga direta

Se vencer o bem organizado e perigoso América-MG no Beira-Rio, o time colorado chegará motivado e cheio de confiança para enfrentar seus inimigos mais fortes por vaga direta à Libertadores. Palmeiras e Corinthians têm time e camisa pesada e certamente irão exigir muito. Outubro poderá definir o futuro do Inter na competição.

Classificado

O Avenida, já classificado, receberá o São Paulo de olho nas duas primeiras vagas, que dão direito ao segundo jogo em casa na próxima fase.  Será um novo campeonato, bem mais complicado.

LEIA OUTRAS COLUNAS DE MARCOS RIVELINO

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.