Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

VACINAÇÃO

Estado decide pela volta de 12 semanas de intervalo entre doses de vacinas contra Covid

Foto: Rafaelly Machado

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) acatou o pedido do Conselho das Secretarias Municipais de Saúde (Cosems), o qual solicitava o retorno do intervalo de 12 semanas entre as duas doses. A proposta da SES era manter a aplicação das segundas doses da Astrazeneca e Pfizer em um prazo entre 10 e 12 semanas, possibilitando a ampliação da cobertura vacinal da população, além de reforçar a proteção contra novas variantes.

LEIA MAIS: Santa Cruz vacina pessoas com 32 anos e adolescentes com comorbidades nesta quinta

O Cosems, no entanto, diante da recomendação do Ministério da Saúde pela manutenção das 12 semanas, em função de que a alteração poderia provocar falta de doses para segunda aplicação para os esquemas já iniciados (o envio de vacinas aos Estados considera o intervalo de 12 semanas), solicitou que a antecipação do intervalo ficasse restrita ao lote de Astrazeneca que o Estado tinha em estoque, já distribuído aos municípios.

Em Santa Cruz do Sul, a equipe da prefeitura informou que vai analisar a nova orientação. A tendência, portanto, é de que nesta quinta-feira, 22, aqueles que receberam a primeira aplicação no dia 13 de maio ou antes ainda possam completar o esquema vacinal com o intervalo reduzido.

LEIA MAIS: ACOMPANHE A COBERTURA COMPLETA SOBRE O CORONAVÍRUS

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.