Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

De saída

Festival da Cerveja deixa Santa Cruz do Sul

Realizado desde 2014 no Parque da Oktoberfest, o Festival da Cerveja Gaúcha vai mesmo deixar Santa Cruz do Sul. A próxima edição vai ocorrer nos dias 12 e 13 de maio, em Bento Gonçalves, na Serra. Os organizadores alegam que a falta de estrutura adequada e a ausência de patrocínio da Prefeitura foram determinantes para a decisão.

Segundo uma das organizadoras, Ludmila Fontes, sem o apoio do poder público, a permanência do evento ficou inviável. Conforme ela, os custos para a implementação de tablado e lonas para comportar o público entre o pavilhão central e o pavilhão 2 são elevados. Sem contar a parte elétrica, a locação de mais de 40 banheiros químicos e contratação de 500 funcionários para trabalhar no evento.

A festa na Serra é tratada pelos organizadores como “uma edição especial”, já que a nova sede não é fixa. “O que esperamos é apoio dos municípios. Só assim o evento pode acontecer”, ressalta Ludmila. Ela salienta que o local onde o festival será realizado em Bento Gonçalves permite que se tenha poucos custos com a estrutura.

No ano passado, o evento reuniu mais de 90 cervejarias artesanais do Estado e lotou os pavilhões da Oktober, com cerca de 5 mil visitantes. Como a festa nasceu em Santa Cruz, Ludmila lamenta que seja transferida para outro município. “A nossa intenção é divulgar o mercado de cervejas artesanais gaúchas, seja onde for. Mas é inevitável que a nossa preferência sempre seja aqui”, acrescenta. n

Prefeitura lança evento semelhante

Sem o Festival da Cerveja Gaúcha em Santa Cruz, a Prefeitura prepara um novo evento semelhante, para setembro. Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Cultura e Turismo de Santa Cruz, Léo Schwingel, a festa também terá o intuito de atrair cervejarias que produzem chope artesanal e vai ocorrer no Parque da Oktoberfest.

Sobre a transferência, Schwingel acredita que a Prefeitura tenha cedido um espaço adequado. No entanto, o governo municipal não patrocinou a festa pois, de acordo com ele, a partir de agora nenhum evento irá receber recursos públicos. “É um festival privado que foi realizado três vezes em um lugar privilegiado. Esse é o apoio que cabe a nós oferecer”, finaliza.

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.