Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Manifesto

FOTOS: coletivo de mulheres faz passeata para lembrar caso Mariana Ferrer

Foto: Rodrigo Nascimento

Um coletivo de mulheres santa-cruzenses protestou na tarde deste sábado, 7, contra o desrespeito sofrido pela influenciadora digital Mariana Ferrer. Ela foi vítima de abuso sexual. No entanto, foi acusada de ter provocado a violência, tendo o crime contra si sendo considerado como “estupro culposo”, em recente julgamento.

A caminhada silenciosa partiu da Praça Getúlio Vargas, em direção à Praça da Bandeira, pelas principais ruas do Centro. No ponto final, junto ao Palacinho, foi realizado um grito de alerta, contra todas as formas de desrespeito e violência contra as mulheres.

LEIA MAIS: Deputados propõem Lei Mari Ferrer para proteger vítimas de estupro

Os participantes, mulheres e homens vestem preto e carregam faixas e cartazes com palavras de ordem contra a violência. “Não é nossa roupa ou nosso comportamento que justifica qualquer ato de violência contra nós”, disse Larissa Rehben, uma das participantes do ato.

LEIA MAIS: CNJ apura sessão sobre estupro por ‘tortura psicológica’

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.