Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

SANTA CRUZ

Homens encapuzados invadem residência e matam homem

Um homem foi assassinado na noite dessa sexta-feira, 23, em Santa Cruz do Sul. A Brigada Militar (BM) foi chamada para atender a ocorrência por volta das 22 horas e isolou a cena do crime até a chegada da Polícia Civil. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi acionado.

Ao chegar na residência, porém, constatou que o homem já estava morto. O Instituto Geral de Perícias (IGP) compareceu ao local e coletou os primeiros elementos para a investigação. A vítima tem 25 anos e foi identificada como Leonardo Alfredo Bernhard, conhecido como “Leozinho”. Possui antecedentes por tráfico de drogas e ameaça.

Segundo testemunhas, homens encapuzados invadiram a residência em que Leozinho mora, na Rua Edmundo Baumhardt, em local conhecido como Aldeia, no Bairro Margarida, e efetuaram diversos disparos de arma de fogo contra ele. Na sequência, os bandidos fugiram do local. Ele foi assassinado em frente à sua companheira e a filha. O caso será investigado pela Polícia Civil.

LEIA MAIS: Poderio bélico de atiradores surpreende polícia em morte no Bom Jesus

Média de um homicídio a cada 19 dias

O homicídio no Margarida foi o sexto registrado em Santa Cruz do Sul até o dia 23 de abril – uma média de um a cada 19 dias. A Polícia Civil, por meio de suas delegacias, busca identificar os autores e motivações para os crimes. Três dos seis homicídios já foram esclarecidos pela 2ª Delegacia de Polícia (2ª DP), com sede no Centro Integrado de Segurança Pública e Cidadania, no Bairro Arroio Grande.

Esses investigadores, que respondem pelos crimes ocorridos na Zona Sul da cidade, seguem trabalhando em um caso também recente, ocorrido na noite de 21 de março, que vitimou Deangellis dos Santos Zinn. Ele foi brutalmente assassinado com 56 disparos de pistola com seletor de rajada, enquanto estava no campo de futebol da Rua Marcílio Dias, no Bairro Bom Jesus.

LEIA MAIS: Homem é executado a tiros no Bairro Bom Jesus

Já a 1ª Delegacia de Polícia (1ª DP), com sede na Rua Ernesto Alves, no Centro, que trabalha em casos da Zona Norte, ainda busca esclarecer o primeiro homicídio do ano, que vitimou Márcio Schwengber, ocorrido às 3 horas de 1º de janeiro, em Travessa Dona Josefa, Rio Pardinho. Sob responsabilidade da 1ª DP, ainda se soma o homicídio de Leonardo Alfredo Bernhard desta sexta-feira.

LEIA MAIS: Homicídio após a virada de ano é investigado pela Polícia Civil

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.