Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Saúde

Hospital Regional do Vale do Rio Pardo amplia complexidade dos serviços

A um mês de completar dois anos desde a implantação, o Hospital Regional do Vale do Rio Pardo (HRVP) deu um novo passo na sua estruturação na manhã de ontem com a inauguração da central de imagens e da modernização dos equipamentos, com a participação do secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis, e do presidente da Assembleia Legislativa, Edson Brum. As melhorias irão agilizar e aumentar a complexidade dos atendimentos a pacientes dos 11 municípios da área de referência em urgência e emergência em traumatologia. Com o investimento de R$ 1,82 milhão de recursos economizados dos repasses dos governos estadual e federal para o custeio da instituição, houve a compra de um raio X móvel e outro digital, um tomógrafo de 16 canais, um aparelho autoclave, dois carros de anestesia de última geração, seis carros de parada cardiorrespiratória e um servidor de rede.

O secretário municipal de Saúde, Abílio da Silva, explica que o uso dos recursos para a compra dos equipamentos teve a autorização do Estado, que ainda não liberou as verbas previstas para investimentos. Afirma que o próximo grande objetivo é a construção da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) para adultos. Conforme Silva, o projeto arquitetônico já recebeu a aprovação do Centro Estadual de Vigilância em Saúde e a implantação está orçada em R$ 9 milhões para a estruturação. O início das obras está previsto para este ano e depende apenas do repasse do dinheiro para investimentos do plano de revitalização da estrutura.

O Hospital Regional entrou em funcionamento na antiga estrutura do Hospital dos Passos, de Rio Pardo, no dia 5 de fevereiro de 2014, quando a Fundação Hospitalar Getúlio Vargas assumiu a gestão dos serviços, com a implantação do hospital municipal, com atendimento regional e a garantia de aporte estadual. O estabelecimento de saúde atualmente é referência em urgência e emergência em traumatologia para uma população de 145 mil habitantes de 11 municípios do Vale do Rio Pardo, com 93 leitos, 100% atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Além disso, o estabelecimento também é referência em saúde mental para uma região de 48 mil habitantes.

O diretor-geral da Fundação Hospitalar Getúlio Vargas, Juarez Verba, ressalta que a instituição de Rio Pardo nestes dois anos se tornou o segundo maior hospital do Vale do Rio Pardo em número de atendimentos pelo SUS, superada apenas pelo Hospital Santa Cruz. Destacou a relevância disso para a organização do sistema de saúde no Estado e agora, com os novos equipamentos, o atendimento se tornará ainda mais rápido e viabilizará serviços de maior complexidade. O diretor clínico do HRVP, Alexandre Fucks, lembrou que há dois anos o número de atendimentos do centro clínico do estabelecimento de saúde não passava de 30 por mês e hoje supera os 200 na área de traumatologia de baixa e média complexidade.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA NO SITE DA GAZETA DO SUL

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.