Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Gente Daqui

Larissa, a cobradora cheia de simpatia da linha Murtinho

Foto: Rafaelly Machado

Larissa atua como cobradora do TCS desde fevereiro, pelas manhãs, e depois trabalha em escola técnica. Também estuda Pedagogia

Uma jovem cobradora de 19 anos se destaca em Santa Cruz do Sul pela simpatia com os passageiros. Para quem utiliza a linha Murtinho durante as manhãs, é inevitável ouvir um “bom dia”, “tudo bem?” ou “boa semana” de Larissa Gabriela Silva dos Santos. Funcionária do Consórcio TCS desde fevereiro, a santa-cruzense encanta com o carisma e gentileza e já conquistou fãs entre os usuários do trecho. Boa de papo, ela não hesita em puxar conversa com todos que embarcam no coletivo e, além de executar suas atividades normais na catraca, se esforça para interagir com todos.

A Gazeta do Sul acompanhou a rota da jovem nessa terça-feira, 24. No caminho, Larissa cumprimentou os passageiros com animação, além de conversar com aqueles que já se tornaram amigos dela. “É muito gratificante trabalhar com o público. Na linha do Murtinho, as pessoas são muito queridas”, conta. Uma passageira que conversa com a jovem diariamente comentou: “O mundo seria melhor se existissem mais pessoas como a Larissa”.

LEIA MAIS: “A nossa princesa, agora, virou rainha”, emociona-se a mãe de Luana Rech

Em experiências de trabalho anteriores, no atendimento ao público, ela já havia percebido que era algo de que gostava – e gostaria de seguir fazendo. Atualmente como Jovem Aprendiz, ela atua das 7 horas às 11 horas na linha Murtinho e conta que o início na função não foi fácil. “No início foi difícil para mim, pois não estava acostumada e nem conhecia ninguém, mas fomos criando um vínculo entre cobradora e passageiros.” A atenção que ela demonstra com os usuários já é retribuída, até através de presentes que costuma ganhar dos passageiros. Primeiro foi uma sacola de bergamotas, depois vieram chaveiros, chocolates e até ursinhos de pelúcia que a jovem guarda com muito carinho.

O contrato de trabalho é de dois anos, mas a cobradora conta que os passageiros já pedem que ela permaneça na função. Larissa diz se surpreender com a afinidade que criou com o público e procura animar os passageiros, já que nem sempre é fácil utilizar o transporte público em dias de chuva ou de frio, por exemplo. “Muitos deles às vezes não têm com quem conversar ou não estão tendo um dia bom. Por isso, sempre procuro fazer o dia deles ser melhor com a minha presença ali dentro do ônibus”, relata.

Rotina

Aos 19 anos, Larissa se divide entre dois empregos, os estudos no Curso de Pedagogia na Faculdade Dom Alberto e os cuidados com as cadelinhas Cacau e Amora e a gatinha Missi. Ela reside no Bairro Schulz com a família e o principal objetivo, no momento, é fazer carteira de habilitação e comprar uma moto. Além das manhãs no coletivo urbano, ela trabalha durante a tarde e a noite na Ideal Escola Técnica, emprego conquistado dentro do ônibus, pois a gerente era uma passageira. Para o futuro ela planeja continuar estudando, seja realizando um curso de vendas ou uma especialização em Psicopedagogia depois de formada.

Larissa conta que se sente bem com o reconhecimento à sua dedicação no trabalho e os elogios dos passageiros, que acham ela querida e simpática. A jovem confessa, ainda, que transmitir felicidade a eles também a faz mais feliz. “Eu acredito que faz muita diferença, se a pessoa está desanimada ou tem algum problema”.

LEIA MAIS: Padre usa torre com alto-falantes para a transmissão da missa

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.