Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

BRASILEIRÃO

Galhardo marca e Inter quebra jejum de vitórias no Beira-Rio

Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Após duas derrotas consecutivas em casa pelo Brasileirão, o Inter voltou a vencer no Beira-Rio na noite deste domingo, 18. Encarando o Juventude em confronto direto por posições na tabela, o colorado levou a melhor e venceu por 1 a 0 gol de Thiago Galhardo na segunda etapa.

O Internacional quebrou uma sequência de seis jogos sem vencer, e três sem marcar gols. Com os três pontos, o time de Diego Aguirre venceu pela primeira vez no Beira-Rio pelo Brasileirão, e roubou a 13ª posição do Juventude, que está sem vencer a quarto rodadas e caiu para 14º.

PRIMEIRO TEMPO

O Internacional teve mais posse de bola e finalizações do que o Juventude na primeira etapa, mas, foi o Juventude quem marcou o gol no primeiro tempo, em gol que acabou anulado pela arbitragem após conferência com o VAR.

Taison perdeu três chances para o time colorado antes dos 20 minutos. Aos seis, Galhardo rolou bola para Taison, que invadiu a área em velocidade pela direita e chutou cruzado, pra fora. Aos 17, mais uma vez acionado por Galhardo, Taison entrou na área e ficou cara-acara com o goleiro do Juventude, Marcelo Carné saiu do gol e fechou o ângulo, desviando o chute com o peito, para escanteio. Aos 18 o lateral Paulo Victor invadiu a área pela esquerda e cruzou para trás, e Taison chutou por cima. O meia terminaria a partida ainda sem marcar seu gol após seu retorno para o time de Porto Alegre.

O Inter perdeu chances, e o Juventude, que tentava marcar nas saídas em contra-ataque, cresceu na partida. Aos 33, Wescley recebeu de Matheus Jesus e chutou para o gol, e o tiro foi desviado para escanteio. O próprio Wescley cobrou o corner, e a bola foi fechada, e o zagueiro Rafael Forster apareceu no segundo poste para dividir com o goleiro Daniel e tocar para o gol. Mas o gol foi invalidade pelo árbitro Rodolpho Toski Marques, após conversa com o árbitro de vídeo, Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro, que viu a mão na bola do defensor do Juventude antes dela entrar.

O Inter seguia perdendo gols, e aos 41, o zagueiro Victor Cuesta achou Caio Vidal sozinho na área após cruzamento, mas o atacante do Inter se atrapalhou e não conseguiu chutar, saindo com a bola pela linha de fundo.

SEGUNDO TEMPO

O Internacional voltou modificado para a segunda etapa. Diego Aguirre sacou Patrick e Caio Vidal, entraram Maurício e Palacios. Sem vencer em casa no Brasileirão, o Inter foi pra cima para buscar a vitória, e abriu o placar aos cinco minutos de jogo na segunda etapa. Heitor apareceu na direita e cruzou na cabeça de Thiago Galhardo, que cabeceou com precisão para marcar o primeiro gol do Inter. O atacante encerrou um jejum de 12 partidas sem marcar gols com a camisa colorada.

Taison teve mais uma chance aos dez minutos. Em boa troca de passes, Edenílson achou Galhardo na área, que tocou para Taison, centralizado. Ele cabeceou pro gol, mas o goleiro do Juventude viveu uma grande noite neste domingo, 18, fazendo grandes intervenções, impedindo Taison de marcar, mais uma vez.

Digo Aguirre tirou Paulo Victor e Taison aos 16 minutos, para a entrada de Moisés, na lateral, e Yuri Alberto, no ataque. O Juventude, que tinha pouca criação ofensiva, mandou à campo o atacante Fernando Pacheco e o volante Jadson, no lugar de Paulinho Boia e Matheus Jesus.

Aos 25, o Juventude teve sua melhor chance na segunda etapa, com Marcos Vinicios, o Sorriso, que havia entrado no time ainda no primeiro tempo por uma lesão do volante Elton. Ele chutou da entrada da área e a bola desviou no volante Rodrigo Lindoso, ganhando altura. O goleiro Daniel, do Internacional, teve que se espichar para tocar de leve na bola e salvar o gol de empate.

O jogo começou a se definir aos 33 minutos, quando o Juventude ficou com um jogador à menos em campo. Em uma jogada sem a bola, o meia Guilherme Castilhos agrediu Palacios com uma cotovelada. O árbitro paranaense Rodolpho Toski Marques foi chamado pelo VAR para assistir o lance, e depois de conferir as imagens, mostrou o cartão vermelho para o atleta do time da Serra.

Mesmo com um à menos, o técnico do Juventude, Marquinhos Santos, que nos minutos finais do jogo foi expulso por reclamação, trocou os atacantes, Matheus Peixoto e Wescley, colocando Capixaba e Chico na equipe, mas o Inter administrou o resultado e garantiu os três primeiros pontos conquistados no Beira-Rio no Brasileirão. Agora com 14 pontos, o Inter sobe para a 13ª posição. O Juventude cai uma posição na tabela e agora é 14º, com 13 pontos.

O Inter volta a jogar pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo, dia 25, fora de casa contra o Athletico Paranaense, 18h15. O Juventude joga na segunda-feira, dia 26, as 18 horas, no Alfredo Jaconi, em Caxias, contra a Chapecoense.


FICHA TÉCNICA
BRASILEIRÃO 2021 – 12ª RODADA
INTERNACIONAL 1×0 JUVENTUDE

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Data: 18/07/2021, domingo
Horário: 20h30
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Sidmar dos Santos Meurer (trio paranaense)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
Cartão amarelo: Edenílson, Paulo Victor, Caio Vidal (Inter); Vitor Mendes, Paulinho Boia, Marcelo Carné (Juventude)
Cartão vermelho: Guilherme Castilho (Juventude)
Gol:
Thiago Galhardo, aos 5 min/2ºT

INTERNACIONAL: Daniel; Heitor, Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Paulo Victor (Moisés); Lindoso, Edenílson (Johnny) e Taison (Yuri Alberto); Patrick (Palacios), Caio Vidal (Palacios) e Yuri Alberto
Técnico: Diego Aguirre

JUVENTUDE: Marcelo Carné; Michel Macedo, Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Elton (Marcos Vinicios), M. Jesus (Jadson), Guilherme Castilho, e Wescley (Chico Kim); Paulinho Boia (Fernando Pacheco) e Matheus Peixoto (Capixaba)
Técnico: Marquinhos Santos

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.