Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

SANTA CRUZ

Mulher conhecida como ‘assaltante de roupão’ é presa

Foto: Cristiano Silva

Suspeita e comparsa foram conduzidos ao Presídio Regional de Santa Cruz do Sul

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta quinta-feira, 23, uma mulher de 39 anos e um homem de 29, acusados de serem os autores de um roubo a mercado, no Bairro Belvedere, em Santa Cruz do Sul, no dia 22 de agosto. A suspeita foi localizada no Bairro Pedreira, enquanto o rapaz, com antecedentes por estelionato, estava em Vera Cruz. Ela ficou conhecida como “assaltante de roupão”, em crime que foi revelado pela Gazeta do Sul, na edição de 23 de agosto, um dia após o fato.

O caso gerou grande repercussão após a divulgação do vídeo do assalto no Portal GAZ, ao qual a reportagem teve acesso com exclusividade. O crime foi cometido no mercado Amizade, situado na Rua Guilherme Kuhn. A dupla, que estava usando máscara de proteção à Covid-19, rendeu os donos do estabelecimento. O homem estava usando um moletom vermelho e cinza e portava uma espécie de pistola, e a mulher, de roupão e descalça, tinha um facão.

Eles roubaram uma quantia em dinheiro e fugiram do local em um Wolkswagen Gol, cor cinza. Um dia após o fato, a Brigada Militar (BM) já havia identificado os possíveis suspeitos de terem efetuado a ação criminosa, ocorrida por volta das 18h55. Desde então, o Setor de Inteligência do 23º Batalhão de Polícia Militar (23º BPM) vinha trabalhando na análise de imagens de câmeras de segurança instaladas nas imediações de onde o fato aconteceu, na busca por evidências, que foram repassada à Polícia Civil, responsável pela investigação.

Com a coleta de provas, os investigadores cumpriram mandados de busca e apreensão no dia 2 de setembro, quando foram apreendidos o roupão utilizado pela mulher, o moletom que o homem vestia, uma pistola de airsoft (arma de pressão) utilizada no crime, além de facas e o Wolkswagen Gol cinza usado na fuga. Diante das evidências, os mandados de prisão preventiva foram solicitados pela Polícia Civil e deferidos pelo Poder Judiciário, os quais foram cumpridos nesta quinta-feira

Os dois vão responder pelo crime de roubo majorado. A majorante – dispositivo que pode ampliar a pena – foi elencada pelo concurso de agentes. Conforme a delegada Ana Luisa Aita Pippi, responsável pela 1ª Delegacia de Polícia (1ª DP), ambos negaram a autoria do crime, embora tenham sido reconhecidos pessoalmente, tenham tido objetos relacionados ao roubo apreendidos e tenham sido visualizados em imagens de câmeras de segurança, além de outras provas. “Estas prisões de hoje, como outras já feitas nos últimos meses envolvendo crimes contra o patrimônio, visam trazer segurança para a comunidade e aos estabelecimentos comerciais, que têm seus bens subtraídos”, afirmou a delegada.

LEIA MAIS: VÍDEO: imagens mostram ação de bandidos em assalto a mercado no Belvedere

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.