Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

LAJEADO

Mulher tentou matar a filha e a si mesma em acidente na BR-386

Bombeiros tiveram que remover o teto para socorrer a motorista. De acordo com testemunhas, ela invadiu a pista do caminhão | Foto: Corpo de Bombeiros de Lajeado/Divulgação

Uma colisão frontal entre um carro e um caminhão ocorrida na tarde de segunda-feira, 17, em Lajeado, vem gerando grande repercussão. Inicialmente tratado apenas como um acidente de trânsito na BR-386, envolvendo um Fiat Uno com placas de Cruzeiro do Sul e um Mercedes-Benz de Anta Gorda, o caso ganhou destaque após a divulgação de um vídeo gravado pela condutora do carro momentos antes do fato. Nele, a mulher de 34 anos pede à filha, de 2 anos, para se despedir do pai.

“Vamos nos matar?”, afirma a mulher à criança, no início do vídeo. E continua: “Diz ‘pai, tchau, é última vez que tu me vê’. Diz ‘adeus, até nunca mais’”. A menina, presa à cadeirinha no banco de trás, ainda responde que não.

A colisão aconteceu às 14h20. Depoimentos colhidos com testemunhas, no local, indicaram que a condutora teria invadido a pista contrária repentinamente. Também um Hyundai Tucson, com placas de Ijuí, envolveu-se no fato. A motorista do Uno ficou presa nas ferragens do carro e precisou ser retirada com o auxílio de um desencarcerador pelo Corpo de Bombeiros.

Ela sofreu graves ferimentos, com diversos traumatismos pelo corpo, inclusive na cabeça. Foi levada para atendimento no Hospital Bruno Born (HBB), de onde foi transferida ao Hospital de Pronto-Socorro de Canoas (HPS), onde passou por cirurgia nessa terça-feira, 18.

Já a sua filha sofreu só escoriações leves. Foi retirada do veículo por populares, com apenas poucos arranhões, e passa bem.

LEIA TAMBÉM: Acidente envolve dois carros no Centro de Santa Cruz

Motivação seria suposto ciúme do ex-marido
De acordo com a delegada Shana Luft Hartz, responsável pelo caso, o vídeo que mostra a mulher e a filha é autêntico, o que indica não só a intenção da mãe de suicidar-se, mas também de matar a criança. A Polícia Civil segue com investigações para explicar o fato por completo.

Entre as hipóteses consideradas como motivação para o ato está o ciúme que a mulher teria do ex-marido e pai da filha. O casal está separado há um ano e ele tem outro relacionamento, o que não estaria sendo bem aceito pela ex-esposa. Uma informação a ser checada é a de que a autora de 34 anos teria comunicado outros familiares de que “faria o homem sentir a dor que ela estava sentindo”.

LEIA TAMBÉM: Suicídios e tentativas chamam a atenção entre jovens e idosos

Embora ainda exista a possibilidade de a mulher falecer em razão da gravidade dos ferimentos, a delegada Shana Hartz já solicitou ao Judiciário um pedido de prisão preventiva contra ela, por tentativa de homicídio qualificado. A qualificadora – dispositivo que pode ampliar a pena – será elencada por conta do motivo fútil, pois ela não concordava com o fim do relacionamento e queria punir o pai com a morte da filha.

Ajuda
Em todo o país, há o Centro de Valorização da Vida (CVV). É um serviço nacional que atua diretamente no acolhimento e amparo emocional, na luta contra o suicídio. Por dia, o número 188, de ligação gratuita e sigilosa, recebe cerca de 10 mil ligações em todo o Brasil. O atendimento se dá também por meio do chat, no site cvv.org.br ou pessoalmente nos 120 postos de atendimento.

LEIA MAIS NOTÍCIAS DE SEGURANÇA PÚBLICA

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.