Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

SOBRADINHO

Novo projeto inicia junto ao horto medicinal da Apae durante as férias

Foto: Nathana Redin/Gazeta da Serra

Colocar a mão na massa, ou melhor, na terra, pode provocar diferentes experiências e sensações. Os alunos da Apae de Sobradinho já tiveram, no ano passado, a oportunidade de contribuir com o cuidado dos canteiros em formato de relógio do corpo humano, em uma espécie de horto medicinal, instalado no pátio da instituição. O projeto busca integrar frequentadores, famílias e comunidade, proporcionando interação e aprendizados.

De lá para cá, as mudas das plantas nos 12 canteiros deste relógio especial, cresceram e, mesmo com a falta de chuva expressiva dos últimos meses, continuaram recebendo irrigação e se desenvolveram. O formato do horto medicinal chama a atenção. Para cada horário do relógio, um órgão está representado, com base na medicina oriental. Desta forma, plaquinhas indicam os chás para cada hora do relógio e aquele que melhor função tem para o órgão ali descrito.

A ideia teve início com a coordenadora da atividade, a educadora especial Caroline Fardin, com base em outras ações já desenvolvidas na instituição. Da horta, os chás são colhidos e passam por um período de secagem e depois são distribuídos às famílias dos frequentadores da Apae e também para quem os busca na instituição. Para isso, a coordenadora e o presidente da instituição, João Antônio Cides, foram em busca de conhecimento.

A iniciativa está ativa e, também passou a contar com uma nova produção, a de sal temperado. Conforme Cides, agregado ao projeto dos chás, o espaço destinado às hortas foi ampliado para cultivo dos temperos e ervas aromáticas, os quais estão inclusos na receita de sal temperado, que é comercializada pela instituição.

LEIA MAIS: Horta em formato de relógio vai fornecer chás medicinais e muito aprendizado na Apae

O trabalho de ampliação da horta foi realizado nos últimos dias, durante as férias dos alunos. “Fomos fazendo devagarinho, com a limpeza do local e busca de pneus. Através da Prefeitura, conseguimos terra e, na semana passada, fizemos o início do plantio. Tem orégano, sálvia, alecrim, cebolinha, salsa, alho. Nada melhor que começar o ano com um projeto novo”, salienta. Segundo Cides, para os alunos será uma surpresa o novo espaço quando retornarem no início de fevereiro. “Estamos aguardando o retorno da professora e dos alunos para eles assumirem o plantio. É um envolvimento para eles. É um produto em que eles podem realmente dizer que foram eles que fizeram, dentro das suas possibilidades, do seu tempo, ajudando na limpeza do canteiro, na colheita, no dia de destalar. Isso é muito importante. Estava ansioso para plantar e agora para eles chegarem aqui e verem as mudas já plantadas”, reforça Cides, que diz notar que os alunos também se preocupam com o cultivo e consumem os chás, assim como o sal que é utilizado na cozinha.

Segundo o presidente, já receberam visitas – inclusive de fora do município – para conferir de perto a horta. Há, nesse sentido, uma troca de experiências e um reconhecimento a mais à entidade. “São pessoas levando o nome da Apae. A essência é produzir aqui e tudo o que for utilizado para a mistura ser da nossa horta. São alguns temperos, sendo que destes três são especiais: carinho, responsabilidade e reconhecimento”, enfatiza.

Conforme Cides, agregado à horta, a tendência é de que tenham espaço destinado às abelhas sem ferrão, para polinizar os chás. Aos poucos, novas readequações vão sendo feitas no espaço da instituição, buscando ampliar as possibilidades de participação dos alunos e proporcionar novas atividades. “A Apae como instituição tem que devolver algo para a comunidade que a auxilia. Os chás, as mudas, são uma forma de retornar para as pessoas para o público externo. Somos lembrados em tantas oportunidades, que temos que devolver de alguma forma, agradar quem nos ajuda”, reforça. Com o retorno das atividades, a encomenda de sal temperado poderá ser feita diretamente na Apae.

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e muito fácil de usar. Se você já tem o aplicativo, basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Se ainda não usa o Telegram, saiba mais sobre o app aqui e veja como baixar.

Mais sobre

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.