Close sidebar

Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

DIRETO DA REDAÇÃO

O 11 de setembro: qual a lição?

Este sábado nos confronta com uma data que pode e deve motivar bastante reflexão. Completam-se exatos 20 anos desde que, em 2001, um atentado terrorista liderado por fundamentalistas islâmicos atingiu vários alvos em território dos Estados Unidos, entre eles as emblemáticas Torres Gêmeas do World Trade Center, em Nova Iorque. Os aviões que, sequestrados por suicidas, se chocaram contra os prédios tornaram-se uma espécie de símbolo trágico para todo e qualquer enfrentamento radical apoiado em crenças no mundo contemporâneo. Afinal de contas, o que alguém poderia ganhar com um comportamento ou uma motivação a partir dos quais simplesmente todos perdem?

Nesta edição, nas páginas 16 e 17, rememoramos os acontecimentos daquele fatídico 11 de setembro de 2001, e trazemos o depoimento de pessoas que tiveram a oportunidade de conhecer o WTC, tendo inclusive visitado as Torres Gêmeas quando ainda existiam, e posteriormente ido conferir a nova realidade naquele setor, no qual foi erguido um memorial em homenagem às vítimas do atentado. E na página 2 do Magazine o santa-cruzense Aidir Parizzi Júnior recorda de sua visita às Torres Gêmeas, bem como avalia as lições que aquele acontecimento legou à humanidade, lições que, pelo visto, como Aidir refere, pouco ou quase nada foram assimiladas por pessoas e nações.

Se o fim de semana ativa a memória associada ao atentado em Nova Iorque, de outra parte conduz ao encerramento da edição de 2021 da Expointer. Em nossas edições, desde terça-feira, repercutimos a presença de produtores e expositores da região no Pavilhão da Agricultura Familiar, bem como a participação de criadores de animais, sempre com protagonismo.

E não se pode deixar de observar que foi uma semana bastante atípica e tumultuada, a começar pelas manifestações realizadas no dia 7 de setembro, na terça-feira, na cidade, no Estado e no País, com a mobilização de santa-cruzenses para acompanhar os atos em âmbitro local, bem como em Porto Alegre e até em São Paulo e Brasília. Os posicionamentos a favor e contra o governo Bolsonaro, uma vez que expressam as múltiplas opiniões e as forças atuantes em sociedade, mereceram o acompanhamento atento e o registro feito pela Gazeta, através de todas as suas unidades.

E o mesmo valeu, naturalmente, para a manifestação posterior, já a partir da quarta-feira, efetivada por grupos de caminhoneiros em diferentes pontos na RSC-287, um deles no trevo do Gaúcho Diesel, na entrada de Santa Cruz. Em todos os casos, e para todas as circunstâncias, cabe sempre defender que a sociedade não seja prejudicada, ou tenha ainda mais ônus do que os transtornos já causados pela pandemia, à qual agora se segue a pressão crescente no custo de vida, com achatamento do poder aquisitivo. Que o Brasil possa encontrar as soluções necessárias para seus problemas de forma hábil e com diplomacia, e que a retomada econômica possa acontecer, com reflexos imediatos e indispensáveis para todos.

Uma boa leitura e um bom final de semana!

LEIA OUTRAS COLUNAS DE ROMAR BELING

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.