Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Futurismo & INOVAÇÃO

O futuro dos pequenos e médios negócios

Enquanto gigantes debatem como será o futuro, pequenos e médios tentam sobreviver aos desafios da pandemia. Muito não conseguiram, outros arrumaram uma forma de continuar, enquanto alguns aproveitaram a adversidade para se reinventar. Essa é uma palavra comum, mas nem sempre se entende que reinventar é recomeçar, virar do avesso, criar o que até então não se havia imaginado. Todos nós sabemos que os sinais de mudança estão por todos os lados, mas nem sempre dedicamos atenção suficiente para entender a tempo o que de fato pode estar ameaçando nossa realidade.

O mercado atual já está muito diferente. O modelo atual é híbrido, ou phygital, mistura do digital com o físico. Ser digital é uma condição de continuidade. O consumidor não aceita mais processos antigos e demorados. Quem explorou o on-line na pandemia não parou mais de crescer, porque a abrangência e a agilidade deste tipo de negócio são inegavelmente maiores. O consumidor quer economizar tempo e deseja que tudo seja fácil, desde o ato da compra até a agilidade da entrega.

O que fazer, então, quando se tem um pequeno negócio?

Primeiro, manter tudo funcionando da melhor forma possível: atendimento, retorno, preço, qualidade, entrega e opções para os clientes. O negócio operando de forma saudável permite que você inove e pense no futuro.
Inovar é o mínimo e a inovação se profissionalizou. Os novos negócios têm foco na solução de problemas sociais e, com tecnologia, lançam produtos e serviços surpreendentes e encantadores. Os negócios digitais funcionam em plataforma, com uma equipe enxuta e inteligente, gestão com base em dados e em análise da experiência do cliente diária. São ágeis e conectados.

Além de cuidar do negócio que existe e inovar, quem deseja ter algum futuro precisa se antecipar, criando o que o mercado já precisa mas ainda não sabe, ou não manifestou. Um trabalho de pesquisa ou uma consultoria de futuro como a que faço pode ajudar o empreendedor a se antecipar às mudanças e lançar novidades antes dos demais.
No mercado futuro, teremos negócios que deixarão de existir, outros que sobreviverão no tempo e aqueles especiais, que lideram e que são copiados. Poucos têm coragem para abraçar essa jornada, que pode ser desenhada com o mínimo de risco possível e uma grande chance de sucesso. O tempo agora é de inteligência, planejamento reverso e disrupção, que significa mudar a forma como se faz as coisas e se oferece algum produto ou serviço no mercado.

LEIA MAIS COLUNAS DE JAQUELINE WEIGEL

Quer receber as principais notícias de Santa Cruz do Sul e região direto no seu celular? Então faça parte do nosso canal no Telegram! O serviço é gratuito e fácil de usar. Basta clicar neste link: https://t.me/portal_gaz. Ainda não é assinante Gazeta? Clique aqui e faça sua assinatura!

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.