Rádios ao vivo

Leia a Gazeta Digital

Publicidade

CAMINHOS DO TABACO

O olhar do produtor: pé na estrada

Lavoura de adubação verde foi semeada em janeiro

Estamos mais uma vez na estrada, com a Gazeta Grupo de Comunicações, na nona Expedição Os Caminhos do Tabaco, mostrando as riquezas e o dia a dia desses produtores, da agricultura familiar, que fazem a diferença. É uma satisfação e um orgulho participar de uma expedição como essa, que, lá atrás, a gente acompanhava pelo jornal e pela rádio e, hoje, eu faço parte como produtor rural, mas também como influenciador digital. A missão é comunicar, levar as boas notícias, as informações, as tecnologias, as novidades e, às vezes, o que a gente não gosta, as coisas ruins, as tristezas, os prejuízos que o agricultor também tem. Mas sempre focamos o positivo, e a Expedição Os Caminhos do Tabaco mostra essa realidade.

Passaremos por três estados, oito propriedades, com climas diferentes, culturas diferentes, mas com uma visão única em que o tabaco faz parte de todas elas. Iniciamos, então, a nossa expedição. Saímos de Santa Cruz com o tempo bom e chegamos ao Sul do Estado com o clima já fechado, inclusive pegamos garoa no caminho.

LEIA MAIS: O olhar do produtor: começamos mais uma expedição

Publicidade

Adubação verde

Antes de viajar, fomos conferir a lavoura de adubação verde. E olha só que maravilha está a crotalária deste ano (foto acima). Foi semeada em janeiro, está com ciclo de 50 dias e o ciclo total vai fechar em cem dias, quando começa a florescer, com flores amarelas. Vira um jardim. Quando a floração começa, passa a se reproduzir, ou seja, formar sementes. Tudo o que nesses cem dias acumulou de nitrogênio na raiz, transforma em bolinhas, que ficam fixadas na raiz.

Quanto mais bolinhas brancas tiver, mais nitrogênio está fixado. Para não perder, no momento da floração, precisa ser dessecada ou incorporada ao solo, que é o que vamos fazer, incorporar ao solo formando o camaleão, aproveitando todo o nitrogênio. Sair de casa para ficar uma semana fora, a gente sai bem tranquilo, porque sabe que a última chuva que veio foi em boa hora e a lavoura está um espetáculo.

LEIA MAIS: Expedição Caminhos do Tabaco viajará mais de 2,6 mil quilômetros

Publicidade

Ao seu tempo

Hoje iremos para Chuvisca, 40 minutos de onde estamos, em Camaquã, na propriedade do Márcio Niewinski, que, além de ter tabaco repicado, tem mudas já em primeira poda, que é o que vamos encontrar nesta manhã. A foto mostra sombrite para amenizar o calor sobre as mudas, que é fundamental.

Propriedade de Márcio Niewinski tem mudas já em primeira poda

LEIA MAIS SOBRE A EXPEDIÇÃO OS CAMINHOS DO TABACO

Chegou a newsletter do Gaz! 🤩 Tudo que vocêprecisa saber direto no seu e-mail. Conteúdo exclusivo e confiável sobre Santa Cruz e região. É gratuito. Inscreva-se agora no link » cutt.ly/newsletter-do-Gaz 💙

Publicidade

Aviso de cookies

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdos de seu interesse. Para saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade.